Novo fertilizante a base de baterias

Tecnologia

Novo fertilizante a base de baterias

Produto apresentou bom desempenho nos testes de produtividade
Por: -Eliza Maliszewski
855 acessos

Deve ser lançado este mês, no Reino Unido e na Irlanda, um novo fertilizante líquido multi-nutrientes com zinco e manganês junto com potássio e enxofre. O zinco e o manganês são extraídos de pilhas alcalinas através de um processo especial desenvolvido por um fabricante finlandês. Acredita-se que seja o único processo capaz de produzir zinco e manganês dessa fonte até a pureza necessária para fertilizantes.

O resultado desse processo é um fertilizante altamente flexível, com nutrientes para várias culturas. Por ser foliar ele permite uma boa associação com fungicidas e herbicidas. Embora a deficiência de zinco seja observada em 10-15% das culturas de campo do Reino Unido, geralmente em solos arenosos com pH e estado de fosfato elevados, o manganês é a deficiência mais comum de micronutrientes. A beterraba sacarina, os cereais e, em particular, a cevada, são todos propensos, especialmente em solos de pH elevado. A recomendação é que os solos sejam testados antes de decidir os níveis de tempo e concentração.

O fertilizante é diluído a partir de um concentrado e normalmente aplicado entre fevereiro e junho. Dependendo do tipo de cultura e requisitos são recomendados de 2 a 3 litros de concentrado por hectare. Testes usando 3 litros por hectare,  na Finlândia em 2017 produziram um aumento de 350kg / ha na produção de trigo e 900kg / ha na cevada a partir de uma única aplicação. Por causa de seu material de origem, é certificado como fertilizante orgânico.


 


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink