Número de países africanos com OGMs dobra
CI
Imagem: Pixabay
GENÉTICA

Número de países africanos com OGMs dobra

A África tem sido considerada a região com maior potencial para se beneficiar da adoção de culturas
Por: -Leonardo Gottems

A África lidera o progresso entre as regiões do mundo na adoção de safras transgênicas, dobrando o número de países adotantes em 2019. Isso fica claro no último relatório do Serviço Internacional de Aquisição de Aplicações Agrobiotecnológicas ( ISAAA) sobre o status global das safras biotecnológicas / transgênicas comercializadas em 2019 (ISAAA Brief 55) lançado por webinar transmitido de Nairóbi.

A África tem sido considerada a região com maior potencial para se beneficiar da adoção de culturas biotecnológicas devido aos imensos problemas relacionados à pobreza e desnutrição na região. De uma lista inicial de adotantes no uso de culturas transgênicas em 2018, incluindo África do Sul, Sudão e eSwatini, uma adição de mais três países (Malauí, Nigéria e Etiópia) decidiu colher os benefícios das culturas transgênicas em 2019. Quêniaanunciou a comercialização de algodão Bt (resistente a pragas) no final de 2019, com plantios começando em 2020. Além desses desenvolvimentos, um progresso significativo foi evidenciado na pesquisa, regulamentação e aceitação de culturas GM em Moçambique, Níger, Gana, Ruanda e Zâmbia.

Com a adição de três países africanos, o número de países que plantaram safras GM em 2019 aumentou de 26 em 2018 para 29 . Os cinco principais países com a maior área de safras GM foram Estados Unidos, Brasil, Argentina, Canadá e Índia. Com altas taxas de adoção das principais culturas biotecnológicas nesses países, aproximadamente 1,95 bilhão de pessoas ou 26% do mundo colheram os benefícios da biotecnologia em 2019.

No total, 190,4 milhões de hectares de lavouras biotecnológicas foram cultivadas em 29 países em 2019, contribuindo significativamente para a segurança alimentar, sustentabilidade, mitigação das mudanças climáticas e melhorando a vida de até 17 milhões de agricultores biotecnológicos. e suas famílias em todo o mundo. Taxas de crescimento de dois dígitos foram registradas em áreas de cultivo GM em países em desenvolvimento, particularmente no Vietnã, Filipinas e Colômbia.
 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink