Nunhems consolida sua atuação no mercado brasileiro

Agronegócio

Nunhems consolida sua atuação no mercado brasileiro

Empresa completa 10 anos no País, oferecendo diversificação e inovação ao setor de hortifrúti
Por: -Janice
2934 acessos
Empresa completa 10 anos no País, oferecendo diversificação e inovação ao setor de hortifrúti

O segmento de hortifrúti é um dos que mais apresenta expansão no Brasil e a exigência cada vez maior do consumidor por saúde e bem-estar tem contribuído para este crescimento. Entre as líderes mundiais em pesquisa e desenvolvimento de sementes de hortaliças, a Nunhems, subsidiária da Bayer CropScience, comemora uma década em solo brasileiro, contribuindo na proteção e no aprimoramento dos cultivos.

Reconhecida por seus investimentos em tecnologia e inovação, a empresa é especialista em híbridos que atendem as necessidades e exigências da cadeia produtiva, com alimentos funcionais, nutritivos, saborosos e de alto valor agregado. No País, as principais espécies comercializadas são cebola, cenoura, melão, pepino, tomate e melancia.

Exemplo de grande aceitação de mercado, a variedade de tomate Pizzadoro gera frutos com boa firmeza, conservação pós-colheita, coloração intensa e sabor acentuado. Os melões Amaregal, Magisto e Estoril também ganham a preferência, por serem altamente nutritivos, saborosos e uniformes. Já a melancia Jenny, outro produto desenvolvido pela Nunhems, possui tamanho reduzido - o que facilita o manuseio -, e mini-sementes comestíveis, ricas em fibras.

“Nosso objetivo é proporcionar soluções que auxiliem nas demandas de toda a cadeia de valor - produtores, indústria da transformação, varejistas e consumidores. O que nos diferencia é o foco no cliente e a nossa experiência em antecipar tendências, assim como oferecer diversificação”, ressalta Fabrício Benatti, gerente geral da Nunhems no Brasil.

Neste ano, a empresa apresentou mais novidades ao mercado - a cebola Luana, do tipo super precoce, com ciclo de 90 dias; a cenoura Hana, com alto potencial produtivo; e a cenoura Romance, que se destaca pela uniformidade e é totalmente adaptada para colheita mecânica. “Acreditamos no potencial da agricultura brasileira e buscamos um trabalho integrado que beneficie toda a cadeia produtiva. Padronização e inovação ajudam o agricultor a escoar sua produção mais facilmente; a indústria e o supermercadista ganham em qualidade; e o consumidor, por sua vez, recebe a diferenciação que busca”, conclui Benatti.

Após dez anos de várias conquistas, a Nunhems se prepara para avançar ainda mais no mercado brasileiro. Além dos lançamentos em produtos, a empresa inaugurou, recentemente, em Uberlândia (MG), um novo Centro de Pesquisas que deve sustentar o crescimento da empresa nos próximos anos, junto com a Estação Experimental de Mossoró (RN).

Sobre a Nunhems

A Nunhems, subsidiária da Bayer CropScience, é a especialista mundial em genética e serviços vegetais. Como um grupo de equipes globalmente integradas, a Nunhems constrói relacionamentos únicos com o cliente e compartilha produtos, conceitos e conhecimentos especializados com o setor de produção hortícola profissional e com a cadeia de abastecimento. Seu portfólio inclui as principais variedades e marcas de culturas como alho-poró, cebola, cenoura, melão, pepino, tomate, melancia, alface e pimentão. Com faturamento anual de EUR 240 milhões (2009), uma gama de 28 cultivos e cerca de 2.500 variedades, a Nunhems está entre as principais empresas de sementes de vegetais do mundo. Com mais de 1.500 colaboradores, a Nunhems está presente em todas as áreas importantes da produção vegetal no mundo. Mais informações sobre a Nunhems estão disponíveis em www.nunhems.com.

As informações são da assessoria de imprensa da Bayer CropScience.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink