O Brasil quer ampliar o apoio à segurança alimentar da Coreia do Sul, afirma a ABPA

Agronegócio

O Brasil quer ampliar o apoio à segurança alimentar da Coreia do Sul, afirma a ABPA

A ABPA participou de uma rodada de negócios entre lideranças setoriais e empresários do Brasil e da Coreia do Sul.
Por:
246 acessos

A Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) participou na última terça-feira (06) de uma rodada de negócios entre lideranças setoriais e empresários do Brasil e da Coreia do Sul, em Seul, em ação organizada pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), juntamente com os ministérios da Agricultura e das Relações Exteriores. 

Na ocasião, a ABPA destacou os diferenciais que permitiram ao país alcançar a liderança mundial das exportações de carne de frango e a quarta posição dentre os exportadores de carne suína, como a qualidade superior, o status sanitário e o perfil sustentável da produção.  Estas características são largamente utilizadas como alicerces das marcas setoriais internacionais Brazilian Chicken, Brazilian Egg e Brazilian Pork, geridas pela ABPA, com o apoio da Apex-Brasil.

“O Brasil direciona seus esforços para desempenhar o papel de grande fornecedor de alimentos para o mundo. Neste contexto, o país tem sido favorecido pelas características que ele próprio construiu ao longo de sua história como exportador, como a qualidade dos produtos ou nossa sanidade, que nos permitiu alcançar mais de 150 mercados nos cinco continentes”, explica o vice-presidente de mercados da ABPA, Ricardo Santin.

Diante disto, a ABPA buscou mostrar no evento que o país, hoje, um grande fornecedor de carne de frangos para o mercado sul-coreano, tem grande potencial para consolidar-se também como parceiro no fornecimento de carne suína.
“Atuamos em complementariedade aos espaços não ocupados pela produção local, e este é nosso objetivo na Coreia do Sul.  Estamos otimistas quanto a abertura do mercado para a carne suína brasileira, que já está em suas etapas finais.  Frente a isto, estamos certos de que ampliaremos nossa parceria em prol da segurança alimentar do país asiático, fornecendo produtos de excelente qualidade”, complementa Santin.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink