O mercado suinícola em janeiro
CI
Agronegócio

O mercado suinícola em janeiro

A redução da procura pressionou os valores do animal e da carne
Por:
Publicação traz preços do animal vivo e da carne, além de dados sobre exportação, carnes concorrentes e relação de troca e insumos

O enfraquecimento da liquidez no mercado suinícola é comum em início de ano devido, principalmente, ao período de férias escolares, ao aumento dos gastos com impostos, entre outros. Em janeiro de 2012, o movimento não foi diferente. A redução da procura, principalmente no mercado interno, pressionou os valores do animal e da carne.

Para o animal vivo, as quedas observadas nos preços em janeiro/12 ocorreram na mesma proporção das de
janeiro/11. No entanto, apenas em Minas Gerais o preço médio do suíno em janeiro/12 (posto no frigorífico pelos produtores) foi superior ao de igual período do ano passado – no estado, o Indicador do Suíno Vivo CEPEA/ESALQ caiu cerca de 11% no correr de janeiro deste ano, passando de R$ 3,27/kg para R$ 2,90/kg no final do mês, ao passo que, em janeiro de 2011, houve queda de 14%, com as médias passando de R$ 3,24/kg para R$ 2,80/kg. Ainda no Sudeste, o Indicador de São Paulo, que havia recuado 15% em janeiro do no ano passado, com o quilo indo de R$ 3,11 a R$ 2,65, agora, em janeiro de 2012, apresentou queda de 16%, saindo de R$ 3,06/kg para R$ 2,58/kg.
 
Quanto aos preços ao produtor nos estados do Sul, o valor médio do animal para retirar na granja recuou 10% no Paraná, tanto neste ano quanto em 2011 – agora, o quilo do suíno vivo passou de R$ 2,63 para R$ 2,37, enquanto, no ano passado, havia passado de R$ 2,70/kg para R$ 2,42/kg. Os Indicadores de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul recuaram 7% em janeiro de 2012, o primeiro passando de R$ 2,52/kg para R$ 2,34/kg e o segundo de R$ 2,49/kg para R$ 2,31/kg – em 2011 houve quedas de 6%, com o quilo passando de R$ 2,66 para R$ 2,50, e de 5%, de R$ 2,63/kg para R$ 2,49/kg, respectivamente.

Os preços das carcaças também cederam em janeiro deste ano. A carcaça comum suína apresentou queda
de 19% no período, com o quilo da carne passando a ser negociado na média de R$ 3,82 – em jan/11, o preço médio havia recuado 15%, a R$ 4,04/kg. Quanto à carcaça especial, em janeiro do ano passado e no mesmo mês deste ano, o preço médio da carne recuou 17% - enquanto no ano passado a carne era negociada na média de R$ 4,46/kg no encerramento do mês, em jan12, o fechamento foi de R$ 4,14/kg.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.