Ocorrências de Influenza Aviária voltam a preocupar a Holanda
CI
Agronegócio

Ocorrências de Influenza Aviária voltam a preocupar a Holanda

Dois focos registraram mais de 100 mil aves direcionadas a sacrifício por causa da doença
Por:
No curto espaço de uma semana, as autoridades sanitárias da Holanda registraram duas ocorrências de Influenza Aviária no país, ambas caracterizadas como uma “versão suave” (ou seja, de baixa patogenicidade) do vírus H7N7.

Relatada à Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) em 13 de março, a primeira ocorrência envolveu pouco mais de 80 mil aves (finalidade não especificada), todas imediatamente submetidas a sacrifício sanitário. No segundo episódio, de 20 de março, o foco detectado continha 23.500 aves, igualmente sacrificadas.


São ocorrências pouco representativas. Mas causam preocupação entre os holandeses. Porque relembram o que ocorreu no país há exatos 10 anos, nesta mesma época, ou seja, no final do inverno setentrional. Pois então, o mesmo H7N7 envolveu praticamente toda a avicultura holandesa (com extensão para países vizinhos), determinando o abate sanitário de algumas dezenas de milhões de aves.


Mas o pior mesmo naquela ocasião foi a morte – causada pelo H7N7 – de um médico veterinário que atuava no esforço pelo controle da disseminação do vírus. Na época, temeu-se que o vírus houvesse sofrido alguma mutação. Mas as pesquisas revelaram descuido da vítima, que não teve a precaução da adotar qualquer medida de ordem sanitária no trabalho realizado.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.