Oferta reduzida de carne bovina eleva preços

Agronegócio

Oferta reduzida de carne bovina eleva preços

O traseiro e dianteiro bovinos registraram alta de 4,3% e 3,8%, no atacado de São Paulo
Por: -Giuliano
45 acessos

Normalmente, em função da redução do poder aquisitivo da população, segunda quinzena de mês é um período ruim para as vendas de carne. Muitas vezes, nesse período, o atacado trabalha em baixa, se recuperando no início do mês seguinte, mediante o pagamento de salários.

Mas desde o dia 16 de julho o traseiro e dianteiro bovinos registraram alta de 4,3% e 3,8%, no atacado de São Paulo, respectivamente. Para a vaca casada o aumento foi ainda mais significativo, sendo que apenas para a ponta de agulha foi registrado recuo. A demanda por carne bovina, como era de se esperar para esse período, não anima ninguém. A firmeza do atacado, portanto, se deve à oferta reduzida de carne e à valorização da arroba do boi gordo.

Há pouco gado disponível para abate, fazendo com que a maioria dos frigoríficos trabalhe abaixo da capacidade normal de abate (tem frigorífico grande em SP abatendo apenas 2 dias por semana) e com escalas curtas (entre 2 e 5 dias). Tal ambiente mantém enxutos e firmes os mercados da carne e do boi gordo. Diante dos preços firmes no mercado do boi gordo, efeito da escassez de oferta observada em todo o País, e com a valorização do real frente ao dólar, o boi gordo de US$30,00/@ já é corrente em 17 das 28 praças pesquisadas.

A cotação atual do dólar, de R$1,9270, reagiu 0,5% desde o início do mês. Entretanto, se considerarmos o patamar mais baixo do dólar neste ano, de R$1,8420 (23/07), o boi gordo de Erechim se aproxima do patamar de US$40,00/@, um feito histórico. Até o momento a arroba do boi gordo no Sul se encontra acima do observado para os outros países do Mercosul: Argentina US$26,60/@, Paraguai US$28,80/@ e Uruguai US$33,90/@. Diante da perspectiva de mercado firme com possibilidade de novas altas, é possível que o boi gordo de São Paulo também ultrapasse o boi do Uruguai no curto prazo. As informaçõs são da assessoria de imprensa da Scot Consultoria.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink