Oferta restrita sustenta cotações da arroba do boi gordo

Boi gordo

Oferta restrita sustenta cotações da arroba do boi gordo

Oferta de boiadas confinadas cada vez menor é sentida pelo mercado e não abriu espaço para desvalorizações no fechamento da última terça-feira
Por:
86 acessos

A oferta de boiadas confinadas cada vez menor é sentida pelo mercado e não abriu espaço para desvalorizações no fechamento da última terça-feira (27/11), pelo contrário, o cenário foi de preços firmes, com alta em cinco praças. No Norte de Minas Gerais a valorização foi de R$1,50/@, o que significa alta de 1,0% na comparação diária, considerando os preços a prazo. Essa alta reflete a dificuldade das indústrias em adquirir matéria-prima, sendo que na região as escalas de abate giram em torno de quatro dias. Próximo a entrada de dezembro, os frigoríficos buscam reabastecer os estoques, a fim de atender a demanda esperada para a próxima semana. Isso também colaborou para as altas nos preços.

Em São Paulo a arroba permaneceu estável frente ao fechamento anterior, porém, houve ofertas acima da referência. As programações paulistas atendem, em média, seis dias. A margem de comercialização das indústrias que não fazem a desossa está em 18,3%, valor acima da média histórica.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink