Oil World vê redução no esmagamento de soja na Argentina
CI
Agronegócio

Oil World vê redução no esmagamento de soja na Argentina

Diminuição sustentará preços dos derivados no mercado mundial
Por:
Os esmagamentos de soja na Argentina podem ser fortemente reduzidos durante os próximos meses, após uma colheita reduzida no país este ano, o que limitaria o fornecimento de exportação de óleo e farelo de soja, previu nesta terça-feira a Oil World, uma consultoria especializada em oleaginosas com sede em Hamburgo.


"Para a safra março 2012/fevereiro 2013, nós estimamos que o total de esmagamento de soja na Argentina cairá para a maior baixa dos últimos 3 anos, de somente 33,8 milhões de toneladas, 4 milhões abaixo da temporada anterior", disse a Oil World.

A Argentina é o principal país exportador de farelo e óleo de soja do mundo, e o terceiro maior exportador de grãos de soja.

A colheita da safra 2012 da soja argentina, atingida pela seca, está sendo finalizada, e o governo argentino estima que o total será de 40,3 milhões de toneladas recolhidas, menor que no ano anterior, de 48,9 milhões de toneladas.

Em maio, a moagem argentina já havia caído 6,4 por cento no ano, ressaltou a Oil World.

"Essa diminuição vai continuar pelos próximos meses, sustentará os preços dos derivados da soja no mercado mundial", disse a consultoria.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink