Agronegócio

Oitenta mil doses de vacina contra febre aftosa são doadas para produtores bolivianos

Fesa, a Famato e o Indea-MT fizeram a doação de 80 mil doses de vacinação contra a febre aftosa para a Bolívia na quarta-feira (01/06).
468 acessos

O Fundo Emergencial de Saúde Animal de Mato Grosso (Fesa), a Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato) e o Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea-MT) fizeram a doação de 80 mil doses de vacinação contra a febre aftosa para a Bolívia na quarta-feira (01/06). Das 80 mil doses, 50 mil são para a Associação de Ganadeiros de San Matias e 30 mil para a Associação de San Ignácio. O Fesa investiu R$ 94 mil na compra das vacinas.
 
O presidente do Sistema Famato e do Fesa Rui Prado foi representado na solenidade de entrega pelo conselheiro fiscal do Fesa Antônio Carlos Carvalho de Sousa. O conselheiro lembra que a parceria entre os dois países teve início em 1997, na época batizada como Plano Interinstitucional Brasil/Bolívia."Foi uma procura dos bolivianos para uma relação comercial formal com o Brasil. E na ocasião eles não faziam vacinação e o primeiro passo era imunizar o rebanho boliviano para que uma transação comercial fosse consolidada. Quase 20 anos depois essa relação está sendo estreitada e solidificada em função do trabalho que está sendo realizado com apoio do Sistema Famato, iniciativa privada, órgãos de defesa animal e apoio financeiro do Fesa", destacou Sousa.
 
Na avaliação de Sousa esse trabalho de prevenção e erradicação da febre aftosa é de fundamental importância já que o vírus não tem nacionalidade e não respeita fronteira geográfica."A garantia que temos é a vacinação produzida no Brasil com todos os controles e rigores tanto dos laboratórios como do Ministério da Agricultura. A vacinação nos dá a tranquilidade que os animais bolivianos estão imunizados inclusive no mesmo período do Brasil. Na Bolívia, a vacinação vai até 15 de junho" apontou.
 
De acordo com a diretora técnica do Indea-MT Daniella Bueno os fiscais do órgão reforçam a atuação na fronteira boliviana com o objetivo de evitar que a doença entre no estado que tem o maior rebanho do país."Os profissionais do Indea também vão acompanhar a vacinação na Bolívia com o objetivo de cooperar com o trabalho conjunto de imunização dos animais", destacou a diretora.
 
Segundo o presidente interino da Associação de Ganadeiros de San Matias Aldo Vaca esse acordo bilateral entre Brasil e Bolívia é essencial para padronizar os trabalhos de imunização da febre aftosa.
 
Aldo Vaca garantiu que equipes bolivianas irão ao Brasil para conhecer e aprender técnicas de aplicação de vacinas e exigências sanitárias."Queremos alinhar os trabalhos com o país vizinho e ficar de olho no que está sendo feito do outro lado da fronteira e garantir a imunização do nosso rebanho de mais de 75 mil cabeças de gado", disse.
 
Para o presidente interino, o apoio do Sistema Famato, a parceria com o Fesa e o auxílio dos órgãos de defesa animal são de grande esforço e de cuidado sanitário muito importantes já que o Brasil e a Bolívia batalham pelo mesmo objetivo que é manter os dois países livres da febre aftosa."Essa imunização de 20 anos é fruto do trabalho do estado de Mato Grosso", afirmou Vaca. 
 
Para o presidente do Sindicato Rural de Cáceres Jeremias Pereira Leite a doação das vacinas e a parceria dos produtores bolivianos são importantíssimos para controle maior da doença na Bolívia, o que garante uma extensão maior do status sanitário nessa faixa de fronteira. Conforme Leite, essa parceria e investimento vêm colaborando para manter o estado livre da doença há 20 anos.
 
Após a entrega das vacinas os participantes se dirigiram a uma propriedade rural em San Matias para dar início à campanha de vacinação. Aldo Vaca e o conselheiro do Fesa Antonio Carlos realizaram as primeiras vacinações. Também participaram da solenidade representantes do Ministério da Agricultura, técnicos da Famato e pecuaristas bolivianos.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink