OMC concorda em retomar em parte negociações de Doha

Agronegócio

OMC concorda em retomar em parte negociações de Doha

A chamada Rodada de Doha da OMC foi suspensa em julho, por causa de profundas diferenças, particularmente na área agrícola
Por: -Richard Waddington
2 acessos

Reuters - A Organização Mundial do Comércio (OMC) concordou nesta quinta-feira (16-11) em retomar, de modo limitado, as proteladas negociações para a liberalização do comércio, mas apontou que as principais potências ainda não mostraram a flexibilidade necessária para um acordo. A chamada Rodada de Doha da OMC foi suspensa em julho, por causa de profundas diferenças, particularmente na área agrícola, mas a organização de 149 Estados deu uma autorização para que as discussões se iniciem de novo dentro de vários grupos técnicos negociadores.

"Nós precisamos mudar a marcha, não podemos ficar apenas sentados com os motores esfriando", disse uma autoridade em comércio, depois de reunião do comitê de negociação comercial, que guia a rodada.

"Mas isso irá requerer uma decisão política significativa por parte dos principais players envolvidos para que realmente haja um salto nessas negociações", disse a fonte. O diretor geral da OMC, Pascal Lamy, pediu em julho uma suspensão na rodada que durava cinco anos, alegando que as conversas não estavam chegando a nenhum lugar e que os principais ministros precisariam de um tempo para refletir se eles estão prontos para fazer concessões necessárias para um pacto de livre comércio.

Ele disse ao comitê negociador na quinta-feira que há um "disseminado e genuíno" desejo de colocar as negociações nos trilhos, mas que ainda é muito cedo para reunir os ministros negociadores novamente. "Enquanto estamos prontos para iniciar o trabalho técnico entre especialistas, é prematuro no meu ponto de vista avançar para as negociações ministeriais", disse Lamy.

Mais que isso, a OMC "deveria preparar o terreno para que as negociações ocorram quando as condições forem favoráveis". Lamy tem advertido que, se não houver avanço até o início do próximo ano, a Rodada de Doha poderia se tornar a primeira negociação global a fracassar desde a Segunda Guerra Mundial.

Os membros da OMC têm se dividido sobre questões-chave, como mudanças nas regras em agricultura, bens industriais e serviços. Para todos esses setores há grupos negociadores, que não se encontram desde a suspensão da rodada, em julho. Os Estados Unidos estão sob pressão para aceitar cortes mais profundos dos subsídios agrícolas, mas querem em troca que a União Européia e os mais importantes países em desenvolvimento aceitem reduzir suas tarifas.

Os países em desenvolvimento também deveriam diminuir barreiras de importação de bens industriais, argumentam as nações mais ricas.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink