Agronegócio

ONU suspende embargo ao caviar

Há um ano estava vetado o embarque do produto do Mar Cáspio
Por: -Redação
4 acessos

Há um ano estava vetado o embarque do produto do Mar Cáspio, principal fonte da iguaria. A Organização das Nações Unidas (ONU) levantou nessa terça-feira (03-01) um embargo de um ano às exportações da maior parte do caviar do Mar Cáspio, principal fonte da iguaria. A liberação das exportações ocorre apesar de a população do esturjão (designação comum dos peixes cujos ovos são utilizados para a produção de caviar) estar aquém dos níveis desejados.

As exportações de caviar, que pode ser vendido a US$ 9.500 por quilo, foram suspensas em 2006 devido ao fracasso dos grandes produtores - Azerbaijão, Irã, Cazaquistão, Rússia e Turcomenistão - em cumprir exigências como, por exemplo, o nível de estoques.

A Convenção da ONU sobre o Comércio Internacional de Espécies Ameaçadas da Fauna e Flora Silvestre (Cites) anunciou que autorizou a venda de aproximadamente 96 toneladas de caviar em 2007, cerca de 15% abaixo das cotas distribuídas em 2005. Segundo a Cites, os cinco países produtores acordaram entre si em reduzir as cotas combinadas para a captura do esturjão em 20%, em comparação aos níveis de 2005, com algumas espécies apresentando quedas de 30%.

"Garantir que os estoques de esturjão se recuperem para níveis seguros levará décadas de gerenciamento cuidadoso das pescarias e um esforço incessante contra a pesca e o comércio ilegais", disse o secretário geral do Cites, Willem Wijnstekers, em um comunicado.

Autoridades da indústria estimam o comércio ilegal em cerca de 100 toneladas por ano, quase o mesma quantidade produzida pelo mercado legal.

Pescado brasileiro

Iniciou nessa terça-feira, no Brasil, o período de defeso da lagosta. Até 30 de maio, fica proibido a pesca do crustáceo, com o objetivo de proteger a espécie no seu período de reprodução. Neste período, os pescadores recebem um salário por mês.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink