Operação Fronteira apreende produtos impróprios no RS

Agronegócio

Operação Fronteira apreende produtos impróprios no RS

Mais de quatro toneladas foram apreendidas
Por:
2148 acessos

Uma operação especial de fiscalização, denominada Operação Fronteira, vem sendo realizada pelas Supervisões Regionais da Secretaria da Agricultura, Pecuária, Pesca e Agronegócio do RS (Seappa) nos municípios limítrofes do estado. O objetivo da atividade é coibir atividades ilícitas envolvendo populações animais e produtos de origem animal na região de fronteira internacional.

No dia 22, técnicos das regionais de São Luiz Gonzaga, Santa Rosa e Ijuí (RS) trabalharam em conjunto, vistoriando estabelecimentos localizados na fronteira com a República Argentina. A ação resultou em apreensão de produtos impróprios para o consumo.

Em Roque Gonzáles, em uma barreira, foi apreendido um carregamento de carnes de ovelha e porco e de embutidos sem inspeção oficial. Os produtos foram inutilizados. Contando sempre com o aporte da Brigada Militar, essa ação levou à prisão dos três indivíduos responsáveis pelo carregamento por crime contra a ordem tributária.

Também uma carga de produtos lácteos que estava sendo transportada em temperatura fora dos padrões sanitários, num total de 3.800 Kg, foi apreendida e inutilizada. No mesmo di 22, em Iraí, as veterinárias Juliana Argenta e Jeanine Lopes fiscalizaram quatro estabelecimentos comerciais, sendo apreendidos e inutilizados carnes, lácteos, pescado, embutidos, mel, banha, ovos e torresmos.

O montante dos produtos impróprios para o consumo humano totalizaram 476,28 kg. Eles não apresentavam selo de inspeção oficial, estavam mal acondicionados e com cheiros e sabores alterados. A ação contou também com o apoio da Prefeitura Municipal de Irai. As atividades realizadas pelos técnicos da Seappa ocorrem em barreiras fixas e volantes, além de vistorias em propriedades suspeitas de abate clandestino, estabelecimentos comerciais e contagem de rebanho em propriedades suspeitas de movimentação irregular.

Esse trabalho, disse o secretário adjunto da Agricultura, Ony Lacerda, "é de essencial importância para a saúde da população e dos nossos rebanhos, especialmente nessa época, além, por certo, por se tratar de área de fronteira internacional, de onde podem vir riscos para a sanidade de nossos animais". As operações contam sempre com o apoio da Brigada Militar, Polícia Rodoviária Estadual, Polícia Rodoviária Federal e Polícia Civil.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink