Operação investiga falsificação com dados do Ibama
CME MILHO (DEZ/20) US$ 3,764 (-0,48%)
| Dólar (compra) R$ 5,48 (2,02%)

Imagem: Arquivo

FRAUDE

Operação investiga falsificação com dados do Ibama

Os principais beneficiados estariam nos estados do Pará e Mato Grosso
Por: -Eliza Maliszewski
128 acessos

A Polícia Federal deflagrou nesta terça-feira (15) uma operação que investiga fraudes no Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama). Estelionatários estariam usando dados do órgão e de funcionários para realizar alterações no sistema e emitir certificados digitais falsos.

Chamada de Tokens, a operação cumpriu 48 mandatos de busca e apreensão em empresas e residências que foram beneficiadas com as fraudes. Cinco falsificadores foram presos. As ações ocorreram em 29 cidades de 9 estados (Goiás, Tocantins, Minas Gerais, Mato Grosso, Pará, Paraná, Rio Grande do Sul, São Paulo e Distrito Federal). 

O Inquérito Policial foi instaurado a partir da identificação da fraude pelo próprio Ibama. O esquema funcionaria da seguinte forma: proprietários rurais e empresários do ramo de exploração florestal e agropecuária com áreas embargadas nos estados do Pará e Mato Grosso se beneficiaram das alterações no sistema. Foram constatados 122 desembargos irregulares em nome 54 pessoas físicas ou jurídicas, com potencial prejuízo para a União da ordem de R$150 milhões, em multas não recolhidas e descumprimento de embargos em áreas ambientais sensíveis da Amazônia legal.

De início, os policiais federais identificaram uma quadrilha já investigada pela em Goiás, com conexão com diversas fraudes ocorridas em todo o Brasil. A Operação tem por objetivo a coleta de mais provas e dados acerca das fraudes, inclusive identificação de intermediários entre os falsários e beneficiários, inclusive com auxílio de servidores públicos.
 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink