Opinião: O prestígio de se fazer presente e participar
CI
Agronegócio

Opinião: O prestígio de se fazer presente e participar

por Luiz Marins
Por:
por Luiz Marins

Ao visitar a premiada PORMADE, uma empresa de União da Vitória no Paraná, com nosso grupo de sucessores de várias empresas, ficamos conhecendo os inúmeros projetos que realizam e que a colocam entre as 10 melhores empresas para trabalhar na América Latina. 

    
É claro que são muitas as razões de sucesso daquela empresa. Mas uma nos chamou muito a atenção: o presidente, os diretores e os membros da família proprietária, participam dos inúmeros eventos anuais, do começo ao fim. Sejam cursos, premiações, festas, etc. Eles estão sempre presentes. Participam, ouvem, dão sugestões e respeitam as opiniões dos colaboradores. Essa presença, do começo ao fim, atribui aos eventos um prestígio muito grande,  o que de certa forma “obriga” a ativa participação de todos os colaboradores.
    
Pode parecer uma bobagem, mas a simples presença do dono, dos dirigentes principais, e até dos acionistas, faz uma enorme diferença. Se essas pessoas vão e estão lá é porque atribuem importância ao evento e isso dá prestígio a todo o corpo de colaboradores. 

    
Conheço muitas empresas em que os dirigentes principais pouco participam, ou aparecem apenas para dizer que estiveram no local por alguns minutos e logo se vão. Sempre têm uma coisa mais importante para fazer e isso dá aos colaboradores a sensação clara de desprestígio.
    
Muitos me dirão ser impossível participar de todos os eventos. Concordo. Mas os dirigentes principais devem eleger alguns muitos eventos para participar, para estar presentes. O que tenho visto é uma grande ausência, principalmente em eventos que ocorrem em finais de semana ou fora do horário de expediente. Há ainda os que dizem não ir para não tirar a liberdade de seus colaboradores. Ora, isso não passa de uma bela desculpa para não participar. Sei também que estar presente e participar do começo ao fim dá trabalho, cansa. Mas os dirigentes devem lembrar que isso faz parte de uma liderança eficaz.  

    
Pense nisso. Sucesso!

*Prof. Luiz Marins é antropólogo, professor e consultor de empresas no Brasil e no exterior. Informações adicionais: www.marins.com.brwww.twitter.com/professormarins,  www.facebook.com/programaprofessormarins

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink