Orgânicos e convencionais têm o mesmo valor nutricional

PESQUISA

Orgânicos e convencionais têm o mesmo valor nutricional

Pesquisa britânica publicada no American Journal of Clinical Nutrition
Por: -Leonardo Gottems
2508 acessos

Uma pesquisa realizada por nutrólogos britânicos e publicada no American Journal of Clinical Nutrition concluiu que não existem evidências suficientes para afirmar que alimentos orgânicos são nutricionalmente superiores aos alimentos produzidos no sistema convencional. A afirmação é do engenheiro agrônomo e florestal, Valter Casarin, que é Coordenador Científico da Nutrientes para a Vida. 

O valor nutricional dos alimentos está relacionado diretamente com sua composição química e energética, que é medida através da quantidade de gordura, açúcar e vitaminas, entre outras. Segundo o especialista, conhecer a quantidade desses valores é importante para mantermos uma dieta balanceada e saudável, porém é difícil identificá-los nos alimentos orgânicas já que eles não são expostos em tabelas para o consumidor. 

“É comum ouvir as pessoas comentarem que o alimento orgânico é mais seguro, mais saudável e mais saboroso do que o produzido no sistema convencional, porém o estudo mostrou que não houve diferença entre os dois em grande parte das variáveis analisadas, como teor de vitamina C, magnésio, cálcio, potássio, zinco, cobre e sólidos solúveis totais”, afirma Casarin.

Isso acontece porque as plantas absorvem os nutrientes de formas específicas, sejam elas orgânicas ou minerais. O engenheiro explica que é fundamental avaliar o solo e ver se ele apresenta todos os nutrientes para garantir a boa produtividade das plantas, se não, é preciso fornecê-las através da adubação, calculando a quantidade correta dos nutrientes. 

O problema é que os fertilizantes orgânicos precisam de mais atenção já que a liberação de nutrientes ocorre de forma mais lenta e dessincronizada, o que geralmente não acontece nos produtos destinados ao cultivo tradicional. “Nesse caso, são reduzidos os fatores que podem afetar negativamente a produtividade, o que permite que as plantas se desenvolvam de forma mais eficiente e adequada", conclui.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink