Orizicultores do RS já colheram 23,6% de área semeada

Agricultura

Orizicultores do RS já colheram 23,6% de área semeada

Colheita da safra 2017/2018 segue em evolução no Rio Grande do Sul
Por:
977 acessos

A colheita da safra 2017/2018 segue em evolução no Rio Grande do Sul. Foram colhidos até o momento 253.200 hectares, ou 23,6% do total semeado de 1.074.254 ha de arroz no Estado. Os números foram divulgados nesta sexta-feira (23), pela Seção de Política Setorial do Instituto Rio Grandense do Arroz (Irga), baseados nos dados fornecidos pelo Departamento de Assistência Técnica e Extensão Rural (Dater) e Núcleos de Assistência Técnica e Extensão Rural (Nates). A produtividade total no RS, até o momento, é de 8.158 kg/ha.

A região produtora da Fronteira Oeste é a mais adiantada até o período, com 125.839 ha (39,4%) de área colhida, produtividade de 8.408 kg/ha, seguida pelas regionais da Planície Costeira Externa com 33.986 ha (25,4%), produtividade de 7.498 kg/ha; Planície Costeira Interna com 27.244 ha (19,1%), produtividade 7.728 kg/ha; Zona Sul com 26.414 ha (15,3%), produtividade de 8.175 kg/ha; Depressão Central com 21.633 ha (15%), produtividade de 8.274 kg/ha; e Campanha com 18.084 ha (11,2%), produtividade 8.151 kg/ha.

Com a menor área colhida até agora, a região da Campanha abrange os Nates dos municípios de Bagé, Cacequi, Dom Pedrito, Rosário do Sul, Santana do Livramento, São Francisco de Assis, São Gabriel e São Vicente do Sul. Para o engenheiro agrônomo Jair Mendes Flores Junior, responsável pela Coordenadoria Regional da Campanha do Irga, as condições climáticas desfavoráveis estão relacionadas com o progresso menor da colheita até o momento na região. De acordo com engenheiro agrônomo, a temperatura não permitiu a maturação do grão, deixando-o desuniforme, em consequência é necessário mais tempo para a colheita do cereal, estendendo seu ciclo.

“Na safra anterior (2016/2017) a região da Campanha conclui a colheita ainda no mês de abril, mas na safra deste ano devido à semeadura fora da janela (prazo) recomendada, alguns produtores devem concluir em maio. A previsão é que a partir da próxima semana aumento o número de orizicultores colhendo. A expectativa é que haja uma pequena redução na produtividade neste ano”, ressalta.

Entre os 40 núcleos do Irga, o 19º Nate de Itaqui (Fronteira Oeste) é o mais avançado. Os municípios de Itaqui e Maçambará, atendidos pelo Nate, colheram até o momento 48% da área (44.640 ha de 93.000 ha totais e com produtividade de 7.952 kg/ha).

Para conferir a evolução dos outros Nates, com seus respectivos municípios de abrangência, acesse: Aqui

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink