Os desafios da assistência técnica e extensão rural serão discutidos em Belo Horizonte

Agronegócio

Os desafios da assistência técnica e extensão rural serão discutidos em Belo Horizonte

Encontro da Asbraer reúne representantes das 27 empresas públicas do país
Por:
1423 acessos

Nos dias 3 e 4 de novembro, Belo Horizonte será a capital da Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater). Representantes de 27 empresas públicas se reunirão na cidade para discutir e avaliar o cenário do setor no país. Um dos principais temas a serem debatidos é a participação do governo federal no financiamento das entidades públicas de Ater. O evento é organizado pela Associação Brasileira das Entidades de Assistência Técnica e Extensão Rural (Asbraer) e acontece no Royal Golden Hotel.

De acordo com o presidente da Asbraer, Argileu Martins, é preciso reavaliar e ampliar a parceria das entidades estaduais de Ater com o governo federal. Para ele, as empresas desempenham papel importante na implementação de políticas públicas voltadas para a agropecuária nacional. Segundo Argileu Martins, é necessário que o governo federal aumente a sua participação no financiamento do setor. Atualmente, de acordo com ele, os estados são responsáveis por cerca de 80% dos recursos do serviço de Ater.

“Nós iremos propor, no início do ano que vem, uma proposta de lei para rever essa situação. Também faremos um debate bastante profundo com a Agência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (Anater),  sobre a forma como ela se relaciona com os estados. Além disso,  abordaremos sobre como deve ser a participação da União em parte do financiamento da Assistência Técnica e Extensão Rural”, afirma o presidente da Asbraer.

O presidente da Emater-MG, Glenio Martins, lembra que o serviço público de assistência técnica e extensão rural é de responsabilidade da União, estados e municípios. Ele também defende que o governo federal possa contribuir com uma parcela maior,  no financiamento das empresas estaduais. 

“O governo federal tem contribuído na execução de convênios, alcance de metas e atendimento a públicos específicos, como reforma agrária ou cadeias produtivas do café e leite. Mas, pelo atual momento que alguns estados passam, é bem-vindo um maior financiamento da União para a manutenção das empresas de Ater e execução das suas atividades”, destaca o presidente da Emater-MG.

Durante o encontro da Asbraer, também será discutida uma forma de apresentar para a sociedade os resultados obtidos pelas entidades públicas de Ater. “Nós estamos organizando um sistema em que todas as empresas possam utilizar uma plataforma básica para o lançamento dos resultados e impactos de seus trabalhos”, diz Argileu Martins.

“Esse momento é muito importante para as empresas de Ater fazerem uma troca de experiências e um alinhamento de suas principais agendas, como financiamento, oportunidades de negócios ou estratégias de desenvolvimento rural”, ressalta Glenio Martins.

Além dos presidentes das entidades públicas de Ater, a assembleia da Asbraer conta com a participação de representantes dos governos federal e estadual ligados ao setor. Um deles é o secretário da Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário, José Ricardo Roseno. Ele irá abordar o tema Políticas Públicas para a Agricultura Familiar.

Outra presença do evento desta quinta e sexta-feira é a do secretário de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais, João Cruz. Ele irá falar sobre a criação do Sistema Integrado da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Siapa). Esse sistema, de acordo com ele, vai reunir todas as ações voltadas para a agropecuária em quatro eixos: defesa agropecuária, assistência técnica e extensão rural, pesquisa agropecuária, abastecimento e segurança alimentar. “A proposta é dar oportunidade para municípios, estados e sociedade sugerirem políticas públicas voltadas aos agricultores. Com esse sistema, nós esperamos soluções a longo prazo e a continuidade das políticas públicas independente de governos”, comenta João Cruz.

Asbraer

A Asbraer é uma organização de representação política das entidades públicas estaduais de assistência técnica e extensão rural. Fundada em 1990 a Asbraer busca o fortalecimento e a ampliação da assistência técnica e extensão rural no país. Para isso, atua junto aos órgãos do poder executivo federal, Câmara dos Deputados Federais e Senado. De acordo com a Asbraer, o serviço público de Ater está presente em mais de 5 mil municípios brasileiros e conta com o trabalho de 16 mil extensionistas e 9 mil profissionais na área administrativa.

Serviço

Evento: 51ª Assembleia Geral da Asbraer
Data: 3 e 4 de novembro
Horário: 8h
Local:  Royal Golden Hotel, rua Rio Grande do Norte, 1.015, Savassi


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink