Os números e as análises de mercado para a avicultura em destaque

Agronegócio

Os números e as análises de mercado para a avicultura em destaque

A edição de julho da Revista do AviSite traz os últimos números, estatísticas e análises de mercado da avicultura. 
Por:
339 acessos

A edição de julho da Revista do AviSite traz os últimos números, estatísticas e análises de mercado da avicultura. 

Abaixo, acompanhe um breve resumo: 

No cenário internacional, dados divulgados pela Agência das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) indicam que a produção mundial das quatro principais carnes (suína, avícola, bovina e ovina) deve crescer 0,3% no ano. Dentre elas, o maior crescimento está reservado para as carnes avícolas (incluindo todo tipo de aves), cerca de 1,1%.

No cenário nacional, o levantamento mensal da Embrapa Suínos e Aves aponta que em maio passado o custo de produção do frango atingiu a marca inédita de R$3,04, representando aumento de quase 37% em um ano. Comparativamente a três anos atrás, o aumento ultrapassou a marca dos 60%.

Redução pelo terceiro mês consecutivo em relação a 2015: com o potencial de carne de frango atingindo pouco mais de 1,172 milhão de toneladas e as exportações somando quase 386 mil toneladas, foram disponibilizadas no mês de maio o equivalente a 786 mil toneladas para o mercado interno.
O volume disponível em maio – mais exatamente 786.669 toneladas – equivaleu a aumento mensal de 7,2% e redução de 3,2% sobre o mesmo período do ano anterior.

Exportação: Mesmo não repetindo o exuberante resultado de abril – quase 413 mil toneladas, segundo maior volume registrado pelo setor – em maio as exportações de carne de frango mantiveram o mesmo bom desempenho dos meses anteriores.
No mês, os quatro itens exportados – frango inteiro, cortes, carne salgada e industrializados de frango – totalizaram, conforme a SECEX/MDIC, 385,6 mil toneladas, volume 5% superior à média embarcada nos 12 meses anteriores.

Produção: o potencial de carne de frango estimado pela APINCO atingiu, em maio, cerca de 1,172 milhão de toneladas que representou aumentos de 2,2% no mês e de 3,3% em doze meses.

Desempenho do frango vivo em junho e no primeiro semestre de 2016: à primeira vista, os ganhos obtidos pelo frango vivo no decorrer do mês de junho foram excepcionais, pois seu preço médio experimentou incremento de 12,38% em relação ao mês anterior

Milho: o preço do milho registrou queda no mês de junho. O preço médio do insumo, saca de 60 kg, interior de SP, fechou o mês cotado a R$51,25 – valor quase 5% menor que a média de R$53,86 obtida pelo produto em maio.

O farelo de soja (FOB, interior de SP) registrou aumento no seu valor mensal em maio de 2016. O produto foi comercializado ao preço médio de R$1.526/t. 

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink