Otimismo com safra do pêssego de Porto Alegre/RS

Agronegócio

Otimismo com safra do pêssego de Porto Alegre/RS

Ciclo 2010/11 deverá superar em 16,6% a produção do ano passado
Por:
700 acessos

Porto Alegre abre colheita do ciclo 2010/11 da fruta, que deverá superar em 16,6% a produção do ano passado

Os produtores de pêssego da zona rural de Porto Alegre/RS abriram oficialmente a safra 2010/11, nesta quarta-feira (3), em clima de otimismo. O motivo é uma colheita projetada em 1,4 milhão de quilos, 16,6% a mais do que a do ano passado (1,2 milhão de quilos da fruta). O resultado é atribuído a dois fatores: ao clima ensolarado que garantiu frutos mais doces e à ação lançada em 2007 pela prefeitura e pelo sindicato rural da Capital, que possibilitou a doação de 35 mil mudas de pessegueiro para quem quisesse apostar na atividade. "O diferencial é a qualidade. O que é colhido no sábado a tarde é vendido no domingo pela manhã", disse o presidente do sindicato Cleber Vieira. Segundo ele, o custo de produção está em R$ 1,50 por quilo, e a fruta é comercializada ao consumidor por R$ 3,50 por quilo.

A cultura ocupa 150 hectares na Capital e a meta é que, na próxima safra, a produção atinja 2 milhões de quilos. O prefeito José Fortunati destaca que o incentivo ao pêssego representa a valorização de uma importante área da cidade. "Poucos gaúchos sabem o que o setor rural de Porto Alegre produz." Parte da safra será comercializada durante a 26 Festa Municipal do Pêssego, durante todos os finais de semana até 21 de novembro, no Centro de Eventos Rurais da Vila Nova. A perspectiva é que sejam vendidas 100 toneladas da fruta, incluindo negócios no Largo Glênio Peres durante os dias de semana.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink