Otimismo marca discursos no primeiro dia do Congresso Andav

Agronegócio

Otimismo marca discursos no primeiro dia do Congresso Andav

Especialistas e autoridades falaram sobre o cenário atual
Por:
721 acessos

Especialistas e autoridades falaram sobre o cenário atual e traçaram perspectivas de crescimento de pelo menos 10% para a próxima safra

O primeiro dia do VI Congresso ANDAV – Fórum & Exposição reuniu os principais representantes do setor do agronegócio brasileiro, autoridades de vários estados e as maiores empresas do setor de distribuição de insumos agrícolas e veterinários. Na abertura do evento, o secretário nacional de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Neri Geller, representando o ministro da Agricultura, Blairo Maggi, pontuou o contínuo crescimento do setor. “Os preços dos estoques têm a tendência de se ajustar e, para isso, a indústria precisa fazer a sua parte. A expectativa é crescer e não recuar”, destacou. Também esteve presente o secretário de Agricultura do Estado de São Paulo, Arnaldo Jardim, que falou sobre a preocupação com a sustentabilidade e o controle de agroquímicos.

Salvino Antônio Camarotti, presidente do Conselho Diretor e Henrique Mazottini, presidente executivo da Associação Nacional dos Distribuidores de Insumos Agrícolas e Veterinários (ANDAV), entidade que organiza o evento, traçaram um panorama sobre as profundas mudanças socioeconômicas e políticas em andamento no Brasil e reforçaram o agronegócio como o mercado que mais se destaca no país neste momento desafiador. “Para o próximo ano, esperamos atingir um crescimento de pelo menos 10% na safra em relação ao ano anterior. Nossa proposta é apoiar o agricultor para que sejam atingidos novos patamares de produtividade”, pontuou.

Estevan Bento, diretor da ANDAV no Espirito Santo e Rio de Janeiro, apresentou – na abertura do Congresso – novos dados auditados pela PwC sobre o setor de distribuição de insumos agropecuários. Em 2015, os associados ANDAV representavam 1.403 pontos de vendas, o que corresponde a 20% do mercado de distribuição. O mercado como um todo contabiliza 5.970 representantes no mercado de distribuição de insumos (sementes, fertilizantes, defensivos e medicamentos), 36% do valor total do faturamento da cadeia, ou seja, R$ 34 bilhões. O setor ainda gera mais de 87 mil postos de trabalho direta e indiretamente.

Ainda na tarde da segunda-feira, após a abertura do evento, foram realizadas três palestras. A primeira ministrada por Antônio Carlos Costa, gerente do departamento de agronegócios da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), que abordou aspectos econômicos e políticos e seus impactos no agronegócio. “É com olhar positivo que chegamos neste momento; há uma melhora da economia e na recuperação do otimismo”, apontou.
 
A confiança do segmento na economia brasileira subiu 40 pontos em relação ao último levantamento, passando de 43,8 para 83,8, de acordo com dados levantados pela Fiesp. “Para 2017, se o governo conseguir realizar o ajuste fiscal, com redução da taxa Selic e crédito a juros razoáveis, a confiança se manterá sustentável. No momento, devemos comemorar a retomada da confiança no setor e trabalhar para que o futuro se mantenha estável”, concluiu.
 
Na sequência, Fabiana Alves, diretora de Rural Bank do Rabobank, apresentou as mudanças no cenário do agronegócio nacional e seus impactos para a concessão de créditos.  “As perspectivas de crescimento são positivas. O agronegócio contribui muito para o PIB do Brasil. O setor depende de financiamento e por isso é importante a parceria com instituições financeiras”, abordou a diretora.

A última palestra do dia abordou as perspectivas para commodities agrícolas e foi proferida por José Roberto Mendonça de arros, economista e fundador da MB Associados. Dentre os tópicos levantados, destaque para os desafios no sistema de produção, o investimento em novos produtos, na exportação e na questão distributiva. Para fechar o dia, o jornalista Valter Puga mediou o debate sobre visões estratégicas para a superação dos obstáculos atuais e a criação de um diferencial competitivo, com José Roberto e Fabiana Alves. Os participantes aproveitaram o momento para aprofundar questões levantadas ao longo das palestras e também para esclarecer dúvidas sobre o setor.

A área de exposição do VI Congresso ANDAV movimentou o dia com 70 expositores nacionais e internacionais apresentando novidades, lançamentos e tendências para o agronegócio como adubos, defensivos, fertilizantes, nutrição animal, sementes,  agricultura de precisão, automação comercial, soluções financeiras, entre outros.

Patrocínio e Apoio Institucional

O VI Congresso ANDAV – Fórum & Exposição conta com o patrocínio máster da Syngenta, ouro da Dow e da HELM e prata da  Bayer, além do apoio institucional de importantes entidades como Associação Brasileira das Indústrias de Tecnologia em  Nutrição Vegetal (ABISOLO), Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), Associação dos Distribuidores de Insumos  Agrícolas do Estado de São Paulo (ADIAESP), Associação de Distribuidores de Insumos Agrícolas do Cerrado (ADICER),  Associação dos Distribuidores de Insumos Agrícolas do Centro Oeste e Sul de Minas (ADICOSUL), Associação dos  Engenheiros Agrônomos do Estado de São Paulo (AEASP), Associação Nacional de Defesa Vegetal (ANDEF), Conselho  Estadual das Associações de Revendas de Produtos Agropecuários de Mato Grosso (CEARPA), Sindicato Nacional da Indústria  de Produtos para Defesa Vegetal (SINDIVEG), Associação Brasileira das Empresas de Controle Biológico (ABCBIO),  Associação Brasileira dos Defensivos (AENDA), Associação do Comércio de Insumos Agrícolas (ACIAGRI), Associação  Brasileira das Indústrias de Química Fina, Biotecnologia e suas Especialidades (ABIFINA).

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink