Ótimo público prestigia I Workshop sobre fosfitos na Agricultura
CI
Agronegócio

Ótimo público prestigia I Workshop sobre fosfitos na Agricultura

Para os organizadores o principal objetivo do workshop foi fomentar o debate sobre o tema
Por: -Janice
O I Workshop Nacional sobre Fosfitos na Agricultura, realizado dias 2 e 3 de setembro, na Faculdade de Ciências Agronômicas da Unesp, campus de Botucatu, reuniu mais de duzentos participantes, entre produtores, profissionais, docentes, pesquisadores, estudantes de graduação e pós-graduação.

Foi o primeiro evento sobre o tema realizado no país. “O importante nesse Workshop é a tentativa de organizar o conhecimento sobre os fosfitos. Saber como atua, para que serve, o quanto custa e quais as reais vantagens associadas a esse tipo de produto. É um evento que era necessário” analisou o professor Edivaldo Domingues Velini, diretor-presidente da Fundação de Estudos e Pesquisas Agrícolas e Florestais, uma das entidades realizadoras do evento (Fepaf).

A idéia do Workshop surgiu a partir da percepção de que há uma carência de estudos sobre os fosfitos. “Há pouca literatura sobre o assunto, pois só se começou a falar em fosfitos como agente de nutrição das plantas por volta de 1985”, explicou o professor Edson Luis Furtado, do Departamento de Produção Vegetal da FCA. “O produto é de ampla aplicação e ainda pouco conhecido. Esperamos que os participantes tenham saído com mais conhecimento sobre o tema”.

Os fosfitos são compostos derivados do ácido fosforoso. O interesse pela sua utilização se intensificou quando da descoberta de seus efeitos na redução de doenças de plantas, notadamente espécies de “phytophthora” (agentes causais de podridões em raízes, colo, tronco) em diversas espécies como citros, batata, pimentão, macieiras, videiras, eucalipto e soja.

Os fosfitos ainda apresentam potencial para se tornar uma medida alternativa para o controle de doenças em pós-colheita. Além de seu caráter protetor, há registros de aumentos de produtividade em citros, tomate, batata, soja, entre outras culturas, com a utilização dos fosfitos.

Para os organizadores o principal objetivo do workshop foi fomentar o debate sobre o tema. “Um evento sempre deve iniciar um processo. Aqui, no caso, é importante as pessoas se conhecerem e fazerem bons contatos”, afirmou o professor Velini. “O meio produtivo traz suas demandas e a universidade tenta buscar soluções para esses problemas”.

O engenheiro agrônomo Fabio Kagi, da empresa Phytus Eventos, organizadora do evento, complementa. “O evento é um ponto de partida para realmente promover o contato entre as pessoas e gerar pesquisas que contribuam para o desenvolvimento da agricultura brasileira”. As informações são da assessoria de imprensa da Faculdade de Ciências Agronômicas.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.