Outono sob regime de La Niña. Saiba tudo sobre a mudança de estação
CI
Imagem: Arquivo
AGROTEMPO

Outono sob regime de La Niña. Saiba tudo sobre a mudança de estação

Clima seco e geadas podem impactar os cultivos de inverno
Por: -Aline Merladete

O outono iniciou neste domingo (20) às 12h33, no horário de Brasília. Este horário específico é o momento em que o sol ilumina a superfície do planeta de forma igual no hemisfério Sul e Norte, por isso o nome de Equinócio - do Latim, noites iguais. A partir deste momento, os dias começam a ficar cada vez menores ao passo que vamos caminhando para o inverno. 

A estação é marcada por características distintas entre as regiões do país. O mais evidente é a diminuição gradativa das chuvas numa ampla área no centro do território nacional. Por outro lado, o outono é a estação chuvosa no extremo norte do Brasil. E no Centro-Sul, as frentes frias começam a avançar de forma mais significativa e trazem algumas massas de ar polar com capacidade de provocar geadas. 

O outono também é a estação de semeadura das culturas de inverno como trigo, triticale e cevada. Deste modo o comportamento das chuvas e das temperaturas são primordiais para o desenvolvimento dessas lavouras. 

Um dos grandes sistemas climáticos que regem o comportamento das temperaturas e das chuvas sobre o Brasil é o fenômeno La Niña. E nas projeções mais recentes, as condições seguem fortes para La Niña durante todo o outono, 64% de chances de permanência, migrando de forma muito gradual e lenta para a Neutralidade climática entre Julho e Junho já na entrada do inverno. 

Esta condição do La Niña continuará mantendo as chuvas abaixo da média na metade sul do país, no decorrer deste outono de 2022. Ao mesmo tempo que na metade norte, as condições climáticas favorecem a ocorrência de chuvas abundantes. Essas chuvas mais frequentes e volumosas sobre o norte e nordeste do Brasil, podem causar um reflexo na diminuição das temperaturas.

E em relação aos cultivos de inverno, apesar da maior resiliência em períodos de estresse hídrico, esta previsão de chuvas abaixo da média preocupa, pois será o terceiro ano consecutivo nesta situação. O último outono mais chuvoso ocorreu em 2019.

Já em relação às temperaturas, podemos esperar um outono mais frio em alguns pontos da região sul e na costa leste do Brasil. As temperaturas podem ficar abaixo da média sobre a metade leste de Santa Catarina, leste do Paraná, litoral Paulista, Rio de Janeiro, Espírito Santo e sul e leste da Bahia. 

Esta previsão está de acordo com o que é esperado em períodos de La Niña e indica a possibilidade da formação de geadas precoces, particularmente na região sul do país. E a previsão de chuvas abaixo da média, também eleva essa condição para formação de geadas.

Algumas regiões no interior do nordeste do nordeste também poderão ter temperaturas abaixo da média para o período, mas isso em decorrência das chuvas mais abundantes. 

Material exclusivo elaborado pela equipe Agrotempo.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.