Outubro com ventos fortes e chuvas abaixo da média no noroeste paulista

Agronegócio

Outubro com ventos fortes e chuvas abaixo da média no noroeste paulista

Até o momento, choveu 94% do esperado para o período de janeiro a outubro e os 885 milímetros anuais correspondem à 69,4% do esperado para o ano todo
Por:
746 acessos
O mês de outubro confirma a tradição de ventos fortes trazendo problemas e prejuízos ao noroeste paulista. Em 2009 foi assim e neste ano se repete a dose em maior intensidade, com este ano a velocidade média do vento e a média das velocidades máximas ficando até o momento em 5,8 e 25,6 km/hora, superiores aos 4,3 e 24,5 km/hora, registrados em 2009. Em Ilha Solteira, muitas árvores foram ao chão, telhados precisaram ser refeitos e até mesmo torres de transmissão de energia caíram. Pelos danos causados pelos ventos excessivos na região, em vários municípios, em algumas situações provavelmente chegaram a velocidades superiores a 100 km/hora, porém, como ocorrem de forma localizada, não puderam ser registrados nas estações existentes na região.

Em relação às chuvas, a estação agrometeorológica automática operada pela Área de Hidráulica e Irrigação da UNESP Ilha Solteira registrou até o momento 99,1 milímetros registrados, inferior ao históricamente esperado para o mês, que seria de 111 milímetros. Até o momento, choveu 94% do esperado para o período de janeiro a outubro e os 885 milímetros anuais correspondem à 69,4% do esperado para o ano todo. O dia que apresentou a maior precipitação neste mês foi o dia 22, quando choveu 34,3 mm juntamente com ventos fortes ocorridos no início da noite.

Se a comparação se der para os últimos 10 anos, o total de chuva até agora registrado no mês de outubro se equivale a à média de 93 mm, com tendência a diminuição da precipitação no período, porém, com irregularidades, como foi o caso do ano passado, com o maior registro de chuva da história, chovendo 211 milímetros.

A volta das chuvas após o longo período de estiagem que variou de 143 em Ilha Solteira a 177 dias em Marinópolis, no noroeste paulista, ajudou a amenizar a temperatura e a umidade relativa do ar, diminuindo os riscos para os sistemas respiratórios e para a pele, que são comuns em situações de baixa umidade relativa do ar e brilho forte do sol, a umidade relativa média para o mês de outubro ficou em 66,16%, com mínima de 21% no dia 12, enquanto a temperatura média registrada até agora para outubro é de 24,3ºC, variando da mínima de 15,2ºC até a máxima de 36,7ºC, a média histórica para o mês é de 25,9ºC.
 

A evapotranspiração média para o mês de outubro está em 4,4 milímetros/dia, abaixo da média histórica de 4,6 mm/dia. Evapotranspiração é a soma da evaporação do solo e da transpiração realizada pelas plantas e é de extrema importância para a atividade agrícola de modo geral, principalmente para os irrigantes, sendo este é o da quantidade de água que deve ser reposta de maneira a proporcionar o melhor rendimento possível para a cultura com o menor dano ambiental.

O sol está brilhando em média 8,1 horas acima do histórico de 7,5 horas de isolação por dia observados nos dados históricos.

OUTRAS ESTATÍSTICAS DO MÊS DE OUTUBRO E HISTÓRICO:

Histórico de chuva em outubro em Ilha Solteira = 111 mm/mês
Chuva em outubro de 2009 = 211,0 mm
Chuva histórica prevista para o ano = 1.276 mm (desde 1967)
Chuva no ano de 2009 = 1.671 mm
Evapotranspiração histórica para outubro = 4,6 mm/dia
 
As informações são da assessoria de imprensa da Área de Hidráulica e Irrigação UNESP Ilha Solteira.
Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink