Ovinocultura é destaque no estande do Senar na Expointer
CME MILHO (DEZ/20) US$ 4,046 (0,55%)
| Dólar (compra) R$ 5,60 (-0,69%)


Agronegócio

Ovinocultura é destaque no estande do Senar na Expointer

A agropecuarista Denise Pereira Azenha agregou resultados inovadores para a sua fazenda onde cria ovelhas das raças Texel, Crioula e Black Texel
Por: -Janice
981 acessos

O Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar-RS) traz a Expointer o exemplo de três famílias que fazem parte da realidade rural gaúcha, as quais obtiveram sucesso em seus negócios por meio do aprimoramento obtido nos treinamentos profissionais do Senar-RS. A agropecuarista Denise Pereira Azenha agregou resultados inovadores para a sua fazenda onde cria ovelhas das raças Texel, Crioula e Black Texel.

A ex-enfermeira Denise Pereira Azenha optou por sair da capital há oito anos para se dedicar à criação de ovelhas na propriedade que era do pai, na Fazenda Caixa D’água, no município de Dilermando de Aguiar. Denise nunca havia atuado neste setor, quando teve que cuidar da produção de carne ovina, e posteriormente, descobriu a tecelagem de lã.

Ela especializou-se na produção de xergões, e iniciou a comercialização do produto. Aprendeu nos treinamentos do Senar-RS, a produzir ovinos de qualidade, obter o melhor rendimento na colheita da lã e a respeitar o bem estar animal. Aprendeu a utilizar o tingimento natural de lã com produtos oriundos de plantas e a ter uma visão ampla do seu empreendimento. A agropecuarista participou dos primeiros cursos do Senar-RS em 2007 totalizando 20 treinamentos. “Minha base de aprendizagem para tocar o negócio foi adquirida nos treinamentos com o Senar” – afirma Denise.

Conforme o superintendente do Senar-RS, Carlos Alberto Schütz, a importância dos treinamentos do Senar-RS vão além da especialização direta do produtor e também o ensino aplicado na prática. “É um aprender fazendo”, ressalta. Um dos diferenciais do Senar-RS é a maneira de conduzir o aluno, com o técnico ministrando o curso diretamente na propriedade por meio de aulas práticas, em seu próprio ambiente.

Hoje o produto carro-chefe da Fazenda Caixa Dágua é a produção e comercialização da lã de linha fina que resulta na fabricação de tricô e crochê denominada “Da Fazenda”. Junto com o marido, produz também cortes de ovinos e comercializa no município. Em quatro anos, a produtora aumentou a produção de 60 xergões ao ano com 500 animais para 350 mantas ao ano com 800 ovelhas, enquanto sua produção de fios chega a 400kg por ano.

Conforme o chefe da divisão técnica Taylor Guedes, “O objetivo da divulgação dos negócios desses produtores rurais é mostrar um trabalho concreto onde o Senar-RS faz a diferença”. Técnicos do Senar estarão orientando e esclarecendo ao público sobre a atividade de ovinocultura nos dias de feira. Pela manhã, às 10h45min e de tarde, às 15h15min. No espaço, haverá uma mostra da produção da fazenda.

As informações são da assessoria de imprensa do SENAR-RS.

Anúncios que podem lhe interessar


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink