PAA estimula o fortalecimento da agricultura familiar no RS

Agronegócio

PAA estimula o fortalecimento da agricultura familiar no RS

O Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), foi criado em 2003 com a articulação do Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Consea) e Governo Federal
Por:
1036 acessos
Com a venda de produtos da agricultura familiar para o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), a jovem agricultora Marigaiane de Medeiros, 20 anos, assim como outros agricultores de Pelotas (RS) tem garantido uma renda fixa, além da expectativa de aumento de vendas. Agora, tudo que é produzido é vendido não há desperdício. Por ano, Marigaiane obtém um rendimento familiar de cerca de R$ 7,2 mil anuais.

Sua experiência exitosa será apresentada durante o III Seminário Nacional do PAA, que será realizado de 24 a 26 de novembro, em Brasília (DF). “Vou contar como tem sido a inclusão das mulheres agricultoras no Programa. Quero mostrar que não somente os homens podem se associar a uma cooperativa e dizer que a mulher também pode ser o 'carro' chefe da família e ficar à frente do trabalho de venda dos produtos”, afirma a jovem agricultora.

Marigaiane conta que tudo começou em 2007, quando se associou a Cooperativa Sul Ecológica de Agricultores Familiares que, hoje, reúne por meio do PAA, 120 famílias de agricultores familiares dos municípios de São Lourenço, Pelotas, Canguçu e Santa Vitória. A Cooperativa, que segue sistemas de produção de base ecológica, contempla fomento da produção, organização social, busca de canais de comercialização e abastecimento, agregação de valor aos produtos e aumento da renda.

Dos cinco integrantes da família Medeiros, ela, o pai e a mãe se dedicam à agricultura familiar. Junto aos outros agricultores integrantes da Cooperativa produzem para o PAA abóbora, batata doce, cenoura, feijão, ovos, suco in natura, mel, entre outros. A compra desses alimentos pelo programa, além de garantir a alimentação de pessoas que vivem em situação de insegurança alimentar e nutricional, está promovendo a inclusão social no meio rural a partir do fortalecimento da agricultura familiar. "Agora, temos renda garantida por 12 meses", destaca a agricultora.

Segundo Marigaiane uma das vantagens de participar do PAA é poder comercializar sem passar por atravessadores que, quando adquiriam seus produtos, vendiam por preços abaixo do mercado. “É importante participar do programa por causa da venda garantida. Os preços estão na média do preço de mercado e não corremos mais o risco de vendermos nossa produção por um preço injusto”, afirma.

Ela comenta que, além dos produtos que disponibiliza para o PAA, sua família também já começa a participar do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE). “Tomate e pimentão são as variedades que estamos vendendo para a merenda escolar”, diz. Segundo a agricultora, com mais essa oportunidade de venda para o PNAE a previsão é aumentar a renda anual da família para mais de R$ 8 mil.

PAA

O Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), foi criado em 2003 com a articulação do Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Consea) e Governo Federal. Ação estruturante da estratégia Fome Zero. Já foram investidos R$ 3,5 bilhões na aquisição de 3,1 milhões de alimentos produzidos por agricultores familiares. Os recursos são do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) e do Ministério do Desenvolvimento Social (MDS).

O PAA está presente em 2,3 mil municípios brasileiro. Por ano, cerca de 160 mil agricultores familiares comercializam sua produção que abastece, em média 25 mil entidades, são 15 milhões de pessoas. O programa opera com quatro modalidades: Compra Direta da Agricultura Familiar, Formação de Estoques, Compra para Doação Simultânea e Programa do Leite, Incentivo à Produção e Consumo de Leite.

Serviço:
 
III Seminário Nacional do Programa de Aquisição de Alimentos da Agricultura Familiar (PAA)
Data: 24 a 26 de novembro (quarta a sexta-feira)
Horário: 9h às 18h30 – abertura às 10h30
Local: Hotel Nacional – Setor Hoteleiro Sul, quadra 01, bloco A – Brasília (DF)
Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink