Agronegócio

PAA transforma a vida de 485 famílias assentadas na Bahia

Por:
655 acessos
Em nove assentamentos da Bahia, 485 famílias de trabalhadores rurais estão sendo beneficiadas com R$ 2,4 milhões, por meio do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) em 2013. Os bons resultados do programa serão destaque do I Encontro Regional do PAA que aconteceu nesta quarta-feira (2), no assentamento Serra de Areia, em Ibirapitanga, no território de identidade do Litoral Sul da Bahia.


A iniciativa objetiva avalizar os resultados obtidos pelos trabalhadores rurais da reforma agrária, agricultores familiares e quilombolas inseridos no programa, nos territórios de identidade do Litoral Sul, Baixo Sul e Médio Rio de Contas, onde estão os nove assentamentos de reforma agrária, cujas famílias tiveram a vida transformada pelo PAA.

Trata-se das áreas Serra de Areia e São João (situados no município de Ibirapitanga), Cruzeiro (em Ubaitaba), Santa Irene e São Gerônimo (ambos em Gongogi). Também participaram as áreas Liberdade, Laranjeiras e Santa Maria (do município de Maraú) e o João Epifanio, que está no município de Itacaré.


De acordo com o técnico agrícola, da Assessoria Técnica do Incra, do núcleo operacional de Ubaitaba, Maurício Souza, que atende essas localidades, os assentados começaram a participar do PAA em 2008, o que impactou de forma positiva no desenvolvimento e melhora da renda das famílias. "Se não fosse PAA, as famílias não tinham como sobreviver direito. Quem garante a sustentabilidade da família é a antecipação do recurso oferecida pelo programa", explica Souza. Além disso, as mulheres, segundo ele, correspondem a mais de 50% dos contratos do PAA em áreas de reforma agrária acompanhadas pelo profissional.

Incentivos

Ainda de acordo com Souza, 100 jovens filhos de assentados, com idades entre 16 e 29 anos, têm contato com o programa. "A ação possibilitou que os jovens, que deixaram o assentamento para trabalhar na cidade, retornassem para o campo para trabalhar na lavoura e ter a própria renda", ressalta.


Os bons resultados colhidos por meio do PAA deixaram as famílias empolgadas e elas passaram a buscar projetos para melhorar a qualidade dos produtos da reforma agrária.

Entre as conquistas, os assentados já contabilizam uma casa de farinha, por meio do programa Terra Sol, do Incra; duas agroindústrias e um caminhão, via Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), e a Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), do Governo do Estado.

O PAA é um programa do Governo Federal de combate à pobreza e de fortalecimento da agricultura familiar. O programa permite a compra antecipada diretamente dos agricultores familiares, assentados e demais povos do campo para formação de estoque e distribuição à população em maior vulnerabilidade social, por meio da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). Os recursos são dos ministérios do Desenvolvimento Agrário e de Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS).
Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink