Padronização para rotulagem de carne bovina depende da classificação das carcaças

Agronegócio

Padronização para rotulagem de carne bovina depende da classificação das carcaças

Medida vai introduzir novas garantias de qualidade diferenciadas para consumidores
Por:
363 acessos

Medida vai introduzir novas garantias de qualidade diferenciadas para consumidores

A Câmara Setorial da Cadeia Produtiva da Carne Bovina, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), está preparando proposta, em comum acordo com o setor produtivo, para definição e padronização de parâmetros de qualidade para rotulagem de cortes de carne bovina “in natura”, estabelecidos com base em critérios científicos reconhecidos. O assunto foi debatido na 45ª Reunião da Câmara Setorial, na terça-feira (04/10). A Lei nº 12.097/2009 prevê a possibilidade de serem instituídos sistemas de rastreabilidade de adesão voluntária, com regras acordadas entre as partes, sob gestão da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA).

Para os membros da Câmara Setorial, a fixação de parâmetros de qualidade permitirá que se agregue valores ao longo da cadeia produtiva da carne bovina. Além de representar vantagens para pecuaristas e estabelecimentos de abate, a medida vai introduzir novas garantias de qualidade diferenciadas para consumidores.

Com a responsabilidade atribuída aos representantes do setor privado em definir quais atributos da carne serão considerados, a Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carnes (Abiec) propôs que os critérios de rotulagem de carne bovina “in natura” sejam estabelecidos após as novas definições de classificação de carcaças. Segundo a Abiec, os padrões de cortes da carne bovinas, tecnicamente chamados de tipificação, somente podem ser determinados após a classificação das carcaças.

Aprovada a ideia, coube à CNA elaborar a proposta de um novo Sistema Nacional de Classificação de Carcaças, dando nova redação à a Instrução Normativa (IN) 09/2004, do Mapa, que trata do assunto, e à Abiec, com base no novo texto da IN, sugerir os padrões de qualidade para a rotulagem de cortes de carne bovina “in natura”.
 
A revisão da Instrução Normativa (IN) 09/2004, que prevê a elaboração de um Sistema Nacional de Classificação de Carcaças de adesão voluntária, tanto por parte dos frigoríficos quanto por parte dos pecuaristas, encontra-se em fase de debate na Comissão de Bovinocultura de Corte da CNA. A expectativa é de que até o final do ano, seja formalizada uma proposta junto à Câmara Setorial da Cadeia Produtiva de Carne Bovina do Mapa.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink