Agronegócio

Países se unem contra os subsídios dos EUA

Seis paises ratificaram a queixa contra os subsídios fornecidos pelos EUA aos produtores americanos de milho
Por: -Redação
1 acessos

Brasil, Argentina, Uruguai, Guatemala, Nicarágua e Austrália ratificaram a queixa apresentada à Organização Mundial do Comércio (OMC) pelo Canadá, contra os subsídios fornecidos pelos Estados Unidos aos produtores americanos de milho.

Fontes diplomáticas informaram que todos esses países apresentaram, entre sexta-feira (19-01) e esta terça-feira (23-01), seus pedidos, se juntando às consultas solicitadas pelo Canadá. O pedido de consultas é um processo previsto na normativa da OMC, que permite que seus membros tentem solucionar, de maneira consensual e em um prazo máximo de três meses, eventuais disputas em assuntos comerciais. Se, depois desse processo, as partes envolvidas não chegarem a um acordo, os interessados podem solicitar a formação de um grupo de especialistas para mediar a disputa, e adotar uma solução que lhe parecer conveniente.

Em sua queixa, apresentada no começo do ano, o Canadá afirmava que os quase US$ 9 bilhões que o governo dos Estados Unidos entregam anualmente a seus produtores de milho causam um "desequilíbrio significativo" no preço desse produto em seu território.

Além disso, o Canadá alega que os Estados Unidos deram subsídios a outros produtos - como trigo, açúcar e soja - superiores ao permitido pela OMC. Esses subsídios permitem que os agricultores americanos coloquem produtos com preços mais baixos, o que favorece suas vendas, em detrimento das de outros países.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink