Pandemia aumenta procura por galpões de armazenamento
CME MILHO (DEZ/20) US$ 3,632 (-1,41%)
| Dólar (compra) R$ 5,51 (-1,34%)

Imagem: Divulgação

ESTRUTURAS

Pandemia aumenta procura por galpões de armazenamento

Podem ser montadas para armazenagem ou cobertura, com locação ou venda
Por: -Eliza Maliszewski
201 acessos

Com a pandemia alguns setores buscam se planejar e armazenar mais produtos, como é o caso dos fertilizantes e operações portuárias.  Com as incertezas as operações precisaram de adaptações. Só em fertilizantes devem ser comercializadas 37 milhões de toneladas em 2020.

Neste ambiente cresceu a procura por galpões flexíveis. As estruturas são mais rápidas de serem montadas do que as de alvenaria, ficando prontas para uso em 30 dias e com custo menor. Podem ser montadas para armazenagem ou cobertura, com locação ou venda, o que traz agilidade ao produtor. Só a empresa líder do setor, a paulista Tópico, deve crescer até 15% em 2020.  

“As compras de matéria-prima são feitas, em média, com um ano de antecedência no mercado de fertilizantes, pois 90% vem de países como Rússia, Índia e Marrocos. Isso exige que, caso haja a necessidade de mudanças no armazenamento, por causa de retração ou aumento da demanda, a empresa precise tomar decisões rápidas. A pandemia revelou o quanto isso é importante”, explica Silvia Ayala, gerente Comercial da empresa.

A empresa planeja aumentar sua fábrica em Embu das Artes (SP), atualmente em 30 mil metros quadrados. O objetivo é ampliar em 30% a capacidade até outubro. 
 
 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink