Para Seul, Coreia do Norte tenta conter epidemia de febre aftosa

Agronegócio

Para Seul, Coreia do Norte tenta conter epidemia de febre aftosa

O regime de Kim Jong-il teria mobilizado os militares do país para aplicar medidas destinadas a controlar a doença, que afeta animais como porcos e vacas
Por:
1256 acessos

Seul acredita que a Coreia do Norte vem tentando conter uma epidemia de febre aftosa em seu território, depois que a doença foi detectada em novembro em várias fazendas sul-coreanas, informou a agência Yonhap nesta terça-feira.

Segundo fontes oficiais sul-coreanas citadas pela Yonhap, o regime de Kim Jong-il teria mobilizado os militares do país para aplicar medidas destinadas a controlar a doença, que afeta animais como porcos e vacas.

O país comunista já sofreu em 2007 um surto de febre aftosa que levou a Coreia do Sul a enviar uma equipe de veterinários para auxiliar na luta contra a epidemia.

A relação entre os países, no entanto, está seriamente estremecida, sobretudo após novembro, quando um ataque norte-coreano contra a ilha de Yeonpyeong deixou quatro sul-coreanos mortos.

Embora seja desconhecida a origem da suposta epidemia na Coreia do Norte, o contágio pode ter acontecido a partir da Coreia do Sul, onde desde o fim de novembro foram confirmados 120 casos em fazendas do país.

Em dezembro, o regime de Pyongyang proibiu as importações de carne bovina e suína da Coreia do Sul, onde a doença já obrigou o sacrifício de quase dois milhões de animais, podendo causar prejuízo econômico de mais de 1 bilhão de euros.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink