Paraguai luta para manter área livre da aftosa
CI
Agronegócio

Paraguai luta para manter área livre da aftosa

Autoridades e pecuaristas estão unindo forças para realizar cadastro geral dos animais e prometem vacinar 100% do rebanho
Por:

Autoridades e pecuaristas do Paraguai vivem as expectativas de aumentar as exportações de carne bovina para outros países. Para que isso ocorra, estão unindo forças para realizar cadastro geral dos animais existentes no país e prometem vacinar 100% do rebanho contra a febre aftosa.

Os técnicos do Serviço Nacional de Controle de Sanidade Animal (Senacsa) estão desenvolvendo o planejamento de tarefas para identificação e vacinação de todo o rebanho, que passará a contar com um cadastro geral.

Inicialmente está previsto o cadastro de dois milhões de cabeças de gado apenas no interior do país, principalmente nas regiões de fronteira com o Brasil, como nas divisas com Coronel Sapucaia, Paranhos, Sete Quedas, Ponta Porã e Bela Vista.

De acordo com o Senacsa, os trabalhos que estão sendo realizados fazem parte de um programa regional contra a febre aftosa, aprovado pelo Conselho Agropecuário do Sul (CAS). A meta, segundo as autoridades sanitárias, é manter o rígido controle de todo o rebanho, que é de cerca de 10 milhões de cabeças em todo o país, para evitar que a febre aftosa volte a causar prejuízos econômicos ao Paraguai.

O Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura (IICA) informou que existem fatores externos e internos que permitem prever o aumento da demanda de carne paraguaia para atender o mercado internacional. A avaliação é feita com base na manutenção da situação sanitária do país, que possui status de livre de febre aftosa com vacinação, outorgado pela OIE.

Os pecuaristas paraguaios esperam que permanecendo livre da febre aftosa, o país aumente as vendas para outras nações como a Rússia e Chile e recupere o mercado da União Européia, assim como têm grande interesse de comercializar com o mercado dos Estados Unidos.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink