Paraná aguarda ser considerado área livre de transgênicos
CI
Agronegócio

Paraná aguarda ser considerado área livre de transgênicos

Por:

O Paraná aguarda que o Ministério da Agricultura declare o estado área livre de transgênicos desde o ano passado. Enquanto isso, a fiscalização será intensificada no estado a partir do início da colheita da soja, previsto para a segunda quinzena de fevereiro.

O Departamento de Fiscalização da Secretaria da Agricultura e do Abastecimento intensificará a fiscalização nas 28 barreiras instaladas na divisa do Paraná com Santa Catarina, Mato Grosso do Sul e São Paulo. Também deverá ser reforçada a barreira do Ministério da Agricultura, que funciona na fronteira com o Paraguai.

Além dessas barreiras fixas, a Secretaria vai instalar barreiras volantes em todas as regiões do estado para evitar o transporte de soja transgênica para o Porto de Paranaguá. Esse trabalho vai complementar a fiscalização que já está sendo feita nas lavouras, estendendo-se depois para as fases de colheita, armazenagem, transporte e exportação.

Pesquisa realizada pelo Ibope com 2 mil brasileiros indicou que 73% dos entrevistados são contra a liberação dos transgênicos no país, até que exista consenso na comunidade científica a respeito da segurança desses organismos para o meio ambiente e a saúde humana. A pesquisa, encomendada pelo Greenpeace em dezembro de 2003, também mostrou que 74% dos brasileiros, se pudessem optar, não consumiriam alimentos transgênicos.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink