Paraná rumo ao segundo lugar
CI
Agronegócio

Paraná rumo ao segundo lugar

As perdas no estado gaúcho são grandes, já que a seca atingiu a principal região leiteira
Por:
A estiagem que vem prejudicando as lavouras da Região Sul desde dezembro pode lançar o Paraná ao posto de segundo maior produtor de leite do Brasil, ultrapassando o Rio Grande do Sul. As perdas no estado gaúcho são grandes, já que a seca atingiu a principal região leiteira e não existe expectativa de fortes chuvas para amenizar o problema. “Entre os estados atingidos, o Paraná foi o que menos sofreu. Nós temos tudo para passar para o segundo lugar”, afirma Ronei Volpi, presidente da comissão de bovinocultura de leite da Faep.


Conforme dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a diferença na produção de 2010 – os números do ano passado ainda não estão consolidados – entre o Rio Grande do Sul e Paraná foi de 38 milhões de litros de leite. Enquanto os gaúchos produziram 3.633 bilhões de litros, os paranaenses alcançaram a marca de 3.595 bilhões de litros. Minas Gerais, que ocupa o topo do ranking, tem uma larga margem a frente dos dois estados, já que produz mais de 8 bilhões de litros.


“Sempre estivemos muito próximos [do RS]. É bastante viável ultrapassarmos, até porque a estiagem lá é mais agravante”, diz Ilson Thiesen, presidente do Sindicato da Indústria de Laticínios e Produtos Derivados no Estado do Paraná (Sindileite/PR).

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.