Paraná se destaca na produção de leite

Agronegócio

Paraná se destaca na produção de leite

Os laticínios paranaenses processam, em média, 1,7 bilhão de litros de leite ao ano
Por: -Joyce Carvalho
1129 acessos

Os laticínios paranaenses processam, em média, 1,7 bilhão de litros de leite ao ano. A informação faz parte da pesquisa Caracterização da Indústria de Processamento e Transformação do Leite no Paraná, divulgada nesta quarta-feira (1) pelo Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social (Ipardes) e Instituto Paranaense de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater).

O levantamento ocorreu entre setembro e novembro do ano passado, mediante questionário enviado aos laticínios. São 314 empresas deste setor no Paraná, sendo que 301 responderam as questões da pesquisa. Este universo representa 83% do volume de leite processado no Estado.

O estudo detectou que 52% dos laticínios são considerados de pequeno porte; 27%, micro; 11%, médio; 5%, médio-grande; e 5%, grande. Somente 10% dos laticínios respondem por 66% do processamento do leite no Paraná.

Quase metade das empresas (44%) produzem apenas um único tipo de produto, especialmente o queijo e leite "barriga mole" (de pacote). "Estes são produtos que não requerem altos investimentos em tecnologia. Precisamos avançar ainda mais na diversificação da produção", comenta Mariza Sugamosto, pesquisadora do Ipardes.

Do leite processado pelos laticínios, 53,5% vai para a produção de queijo, 10,5% para leite pasteurizado, 9,7% para leite UHT (de caixinha), 3% para leite em pó e 23,3% para outros tipos de mercadorias.

A pesquisa ainda identificou que o nível de ociosidade das plantas dos laticínios chega a 43%. A falta de ocupação chega a 65,9% nas pequenas empresas e 37,1% nas maiores.

O setor de processamento do leite empresa 6.320 pessoas, sendo que nos micros e pequenos laticínios a mão de obra ocupada é basicamente familiar (87%). Sobre os fornecedores, o levantamento indica que 85% deles são considerados pequenos.

Estes são responsáveis por fornecer 45% do leite processado no Estado. Metade dos laticínios (51%) declararam que percorrem até 50 quilômetros de distância na busca por matéria-prima.

Produção

Segundo o secretário de Estado da Agricultura e Abastecimento, Erikson Camargo Chandoha, o leite é uma atividade importante, especialmente para a agricultura familiar.

Esta atividade deixa a propriedade viável economicamente. O Paraná é, atualmente, o terceiro maior produtor de leite do País, e a cidade de Castro, nos Campos Gerais, o município com maior produção de todo o Brasil. O Estado registrou um crescimento de 18% na produção em relação a 2008/2009.

No total, o Paraná tem 118 mil produtores de leite, segundo Newton Pohl Ribas, coordenador do programa estadual de apoio à pecuária leiteira. Eram 35 mil há dez anos atrás.

"Investimos na organização, no treinamento e na capacitação de produtores e também de técnicos. Disponibilizamos tecnologia para melhorar a gestão do rebanho", afirma.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink