Paraná será maior exportador nacional de frango

Agronegócio

Paraná será maior exportador nacional de frango

Por:
2 acessos

Além de maior produtor nacional de frango, o Paraná deverá assumir, em 2005 o posto de maior exportador em volume superando Santa Catarina. O estado fechou o ano passado com crescimento de 51% na receita de exportações de frango, com um total de US$ 683 milhões. Em volume, o aumento dos embarques para o exterior foi de 35,39%, alcançando um total de 681,6 milhões de quilos, segundo dados divulgados pelo Sindicato dos Abatedouros e Empresas Avícolas do Paraná (Sindiavipar).

No segundo semestre, o Paraná superou Santa Catarina em volume, com exportações de 384 milhões de quilos, contra 377 milhões do estado vizinho. Em receita, porém, Santa Catarina continua líder, com US$ 438 milhões frente US$ 371 milhões dos abatedouros paranaenses. "Em dois anos o Paraná duplicou os embarques", comemora Domingos Martins, presidente do Sindiavipar. Martins prevê para 2005 um crescimento de 15% na produção.

O estado é responsável por 24% do total produzido no Brasil, de 800 mil toneladas por mês de carne de frango. Os principais mercados no exterior em 2004 foram o Japão, que adquiriu 20% do total das exportações, seguido pela Arábia Saudita, Holanda e Rússia. Ao todo, a carne brasileira tomou 132 diferentes destinos no ano passado. O grande destaque para esse ano promete ser a China, que abriu seu mercado de frango para o Brasil. "Podemos no mínimo aumentar duas vezes os volumes que hoje vão para a China".

Segundo ele, a intenção é reforçar ainda mais a presença no exterior, com a criação de projetos como a regionalização do setor, a criação de rotas de trânsito e o combate ao tráfico de aves vivas. "A intenção é que registros de doenças fora de regiões grandes produtoras não comprometam as exportações". Outro projeto já anunciado é a criação de um fundo financeiro para apoio em caso de doenças, como a newcastle e a influenza aviária, para suportar o prejuízo dos produtores ao eliminar seus plantéis.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink