Paraná volta a liderar produção de grãos

Agronegócio

Paraná volta a liderar produção de grãos

O início de colheita está apontando para uma boa safra
Por:
795 acessos
A reavaliação da projeção da safra 2010/11 da Companhia Nacional do Abastecimento (Conab) recolocou o Paraná na liderança da produção nacional de grãos, com uma previsão de produção de 30,94 milhões de toneladas de grãos. O volume é 1,3% inferior à safra anterior, mas o avanço da colheita pode revelar melhores produtividades para o milho e para a soja, que impulsionaram a produção de grãos no Estado, afirmou o secretário da Agricultura e do Abastecimento, Norberto Ortigara.


Para a Secretaria da Agricultura e do Abastecimento, mais importante que esse ranking de produção é intensificar a agregação de valor à produção para beneficiar o produtor e toda a cadeia produtiva, disse o diretor do Departamento de Economia Rural (Deral), Otmar Hubner. ''Mas é interessante notar que um estado tão pequeno, com apenas 2,3% do território nacional, consiga manter essa liderança na produção por tanto tempo'', disse.

A reavaliação da Conab no cenário nacional está ainda mais otimista. A projeção aponta para uma colheita de 153,1 milhões de toneladas, volume 2,6% maior que a safra passada, quando foram colhidas 149,2 milhões de toneladas.

Segundo Hubner, o início de colheita está apontando para uma boa safra, mas a concretização do resultado depende da continuidade de tempo bom e também do desempenho da segunda safra de milho, que será determinante para manter o Paraná na liderança da produção de grãos.


O destaque fica para a soja, que na safra 2010/11 pode alcançar novo recorde de produção tanto no Paraná como no País. Na estimativa de safra, publicada no mês passado, a Conab previa uma produção de 13,9 milhões de toneladas do grão no Estado. Na reavaliação de janeiro, a projeção avançou para uma produção de 14,2 milhões na safra 2010/11.

Se esse volume for alcançado, certamente será mais uma safra recorde no Estado, disse Hubner. No País, a Conab está prevendo a colheita de 70,1 milhões de toneladas do grão, volume 2% maior que na safra passada, quando foram colhidas 68,7 milhões.


A estimativa de produção de milho da primeira safra é 22,2% menor em relação ao mesmo período do ano passado. O volume cai de um total de 6,87 milhões de toneladas na safra anterior para 5,34 milhões de toneladas na safra 2010/11.

A queda na produção é decorrente da redução de área plantada, que foi 18,6% menor em relação à safra anterior. Os produtores estavam desestimulados com os baixos preços do grão que vigoraram até o segundo semestre do ano passado e, como já vem acontecendo no Paraná, resolveram apostar no plantio da soja no verão para intensificar o plantio de milho no período da safrinha.

Para a segunda safra de milho, a previsão de produção da Conab aponta para um volume de 6,59 milhões de toneladas, praticamente o mesmo da safra anterior, cujo desempenho foi considerado excelente em rendimento. O plantio já iniciou no Paraná e por enquanto o clima está colaborando.
Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink