Agronegócio

Paranaguá investe R$ 10,5 mi na melhoria da segurança e acesso ao cais

Serão licitadas duas obras que compreendem novas balanças de fluxo e um portão para acesso de pessoas totalmente equipado com mecanismos de inspeção
Por:
707 acessos
Serão licitadas duas obras que compreendem novas balanças de fluxo e um portão para acesso de pessoas totalmente equipado com mecanismos de inspeção

O Governador do Paraná, Beto Richa, acaba de autorizar a realização de dois procedimentos licitatórios para aumentar a segurança e melhorar os acessos à faixa primária de cais no Porto de Paranaguá. No próximo dia 18, serão abertos os certames para a construção de um novo prédio para os setores de segurança da Appa – onde funcionará o controle de acesso de trabalhadores avulsos ao cais – e a construção de duas novas portarias equipadas com balanças para acesso de caminhões ao cais. Somadas, as obras têm valor máximo de R$ 10,5 milhões e serão pagas com recursos próprios da Appa. 


O novo prédio abrigará o setor de segurança da Appa, ou seja, será a nova sede da Guarda Portuária, do setor de saúde e medicina do trabalho e terá o portão de entrada e saída dos trabalhadores do Órgão Gestor de Mão de Obra Portuária (Ogmo). O local será equipado com equipamento de inspeção de bagagens, dotado de máquina de raio X, torniquete bidirecional para passagem de entrada e saídade pedestres, leitores de biometria e Smart Card. Orçada em R$ 4,5 milhões, a obra – após licitada – deve estar concluída em um ano.


Já as novas balanças de acesso aos caminhões têm valor orçado em R$ 6 milhões. A crescente movimentação de caminhões e o aumento na movimentação das cargas têm mostrado a necessidade de ampliação das portarias equipadas com balanças.  Atualmente, o Porto de Paranaguá possui seis balanças rodoviárias de acesso ao cais. Com a proposta das edificações a serem construídas, somando-se a obra de adequação da Portaria Principal, as portarias de acesso ao cais passariam a ter doze balanças rodoviárias. O resultado será um aumento de 100% ao número de balanças rodoviárias existentes, e uma nova estrutura de escritórios, com melhores condições de trabalho para os funcionários da Appa, tendo como consequência a modernização e velocidade do processo de entrada ao cais e suas atividades de importação e exportação.


“Todo o trabalho que temos realizado tem por objetivo reduzir filas, melhorar o nível de serviço e ampliar a segurança. Com o controle maior nos acessos de pessoas e maior fluidez na entrada e saída de caminhões do cais, atingiremos estes objetivos”, explica o superintendente da Appa, Luiz Henrique Dividino.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink