Parceria com empresas alemãs prevê sistema de saneamento em áreas rurais

Agronegócio

Parceria com empresas alemãs prevê sistema de saneamento em áreas rurais

O acordo é um desdobramento da parceria já existente entre o Estado do Rio de Janeiro e o Ministério da Educação e Pesquisa da Alemanha
Por:
505 acessos

O acordo é um desdobramento da parceria já existente entre o Estado do Rio de Janeiro e o Ministério da Educação e Pesquisa da Alemanha

O Programa Rio Rural, da secretaria estadual de Agricultura, firmou na manhã da última sexta-feira (11/11) um protocolo de intenções com empresas de engenharia alemãs para colaboração em um projeto de gestão descentralizada de esgoto em áreas rurais do Estado do Rio de Janeiro. O termo foi assinado pelo secretário executivo do Programa Rio Rural, Nelson Teixeira, durante evento comemorativo dos 20 anos do Comitê de Integração da Bacia Hidrográfica do Rio Paraíba do Sul (CEIVAP), no Palácio Guanabara.

O acordo que está sendo articulado é um desdobramento da parceria já existente entre o Estado do Rio de Janeiro e o Ministério da Educação e Pesquisa da Alemanha, através do Projeto Intecral, que desenvolve tecnologias sustentáveis para a melhoria das práticas agrícolas no estado, em apoio aos pequenos agricultores.

Segundo o secretário estadual de Agricultura, Christino Áureo, que participou da cerimônia, o Intecral trouxe oportunidades para ampliar e qualificar ações de longo prazo que já vinham sendo desenvolvidas pelo Rio Rural.

- O projeto está na fase final de execução e, além dos seus resultados diretos, está abrindo caminhos de novas parcerias e recursos para o desenvolvimento sustentável do setor agrícola - afirmou Áureo.

Uma das empresas signatárias do protocolo, a Vita 34 é parceira do Rio Rural em uma pesquisa para recuperação de área degradada nem Itaocara, no Noroeste Fluminense. A companhia já está realizando um trabalho de bioengenharia, que envolve técnicas de plantio de árvores e sistemas de proteção do solo com uso de materiais ecológicos.

- Os agricultores usam a terra para criação de gado e em muitas áreas o excesso de animais provoca problemas como erosão e deslizamentos. Estamos pesquisando e fazendo demonstrações de tecnologias adequadas para evitar esses efeitos sobre o solo - explicou Andre Gerth, CEO da empresa.

Esta semana, um grupo de especialistas da Vita 34, da Universidade de Leipzig e técnicos da Emater-Rio farão uma inspeção de campo para avaliar resultados do projeto piloto realizado em Itaocara.

O outro grupo empresarial signatário do protocolo é o Bergmann Group, especializado em engenharia de gestão de águas residuais, pretende desenvolver um conceito para a instalação e operação de dispositivos de manutenção de unidades descentralizadas de saneamento em áreas rurais.

Integração com comitês de bacias hidrográficas

Durante o evento de aniversário do CEIVAP, o governo do Estado do Rio de Janeiro assinou um protocolo de intenções com a Associação Pró-Gestão das Águas da Bacia Hidrográfica do Rio Paraíba do Sul – AGEVAP. O termo tem por finalidade estabelecer e regulamentar um programa de cooperação técnica acadêmica entre a associação, na qualidade de agência de bacia do comitê, e o Centro de Treinamento e Demonstrações Descentralizado de Tratamento de Esgoto - BDZ, organização não governamental sediada no estado alemão da Saxônia.

O evento teve a presença do governador do Estado do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, do ministro do Supremo Tribunal Federal, Luiz Fux, além de outras autoridades federais e estaduais.

Secretário estadual de Meio Ambiente e Agricultura do estado da Saxônia, na Alemanha, Thomas Schmidt destacou a importância da cooperação entre a Alemanha e o Rio de Janeiro para promover avanços na área de tratamento de águas residuais.

- O segredo do sucesso da economia do nosso estado e também de nossos projetos de cooperação são as parcerias público-privadas que firmamos, com entidades governamentais e empresas – explicou.

O programa previsto no protocolo de intenções prevê a realização de estudos, pesquisas, consultorias, conferências, publicações, cursos, programas de capacitação entre outras ações. Chefe de Pesquisa e Desenvolvimento da BDZ, Jaime Cardona acredita que a parceria será benéfica para a gestão de recursos hídricos, realizada pelos comitês de bacias em território fluminense.

- Vejo com muito otimismo estes protocolos de intenção que estamos assinando hoje, pois a BDZ é um centro de formação profissional com grande experiência em pesquisa na área de tratamento de esgoto descentralizado, adequado à realidade rural - afirmou.

Na ocasião, foram homenageadas instituições e representantes que contribuíram de forma expressiva no aprimoramento da gestão de recursos hídricos, no desenvolvimento do CEIVAP e atuaram diretamente no gerenciamento da crise hídrica na bacia do rio Paraíba do Sul.  


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink