Parceria entre Embrapa e governo fortalece pesquisas no Sergipe

Agronegócio

Parceria entre Embrapa e governo fortalece pesquisas no Sergipe

O convênio foi assinado na manhã desta quinta-feira (04-11), no gabinete da Seplan, pela secretária Lucia Falcón e pelo chefe-geral da Embrapa Tabuleiros Costeiros
Por:
1268 acessos
A Embrapa Tabuleiros Costeiros (Aracaju, SE) e a Secretaria de Estado do Planejamento, Habitação e do Desenvolvimento Urbano (Seplan-SE) firmaram convênios para cooperação técnica e assistência financeira a projetos de pesquisa que beneficiam os territórios Baixo São Francisco e Sul Sergipanos.

O convênio foi assinado na manhã desta quinta-feira (04-11), no gabinete da Seplan, pela secretária Lucia Falcón e pelo chefe-geral da Embrapa Tabuleiros Costeiros, Edson Diogo Tavares. Os dois projetos de pesquisa que receberão apoio e recursos são “Identificação de Eixos de Desenvolvimento Agrícola no território do Baixo São Francisco” e “Redes Sociais de Aprendizado para o Desenvolvimento agrícola do território Sul Sergipano”.

Coordenados pelo pesquisador Edmar Siqueira, os projetos de pesquisa buscam estratégias concretas de desenvolvimento endógeno a partir da constituição de articulação em redes sociais com interação de saberes complementares e científicos. A ideia é interagir com as instâncias de controle dos territórios – colegiados territoriais, movimentos populares, entre outros – e promover a intervenção em sistemas com base mais ecológica com disponibilização simultânea, à produção agrícola, de serviços ambientais importantes para dar suporte ao desenvolvimento com equilíbrio ecológico e social.

Ao todo, os convênios garantirão o repasse de R$ 165 mil, sendo R$ 80 mil para o projeto do Baixo São Francisco e R$ 85 mil para o Sul Sergipano. A contrapartida total da Embrapa Tabuleiros Costeiros (Aracaju, SE), Unidade da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – Embrapa, vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, será de R$ 113 mil. Os recursos serão aplicados em ações como diagnósticos, oficinas, dias de campo, visitas técnicas e unidades demonstrativas em comunidades nos dois territórios.

Para o chefe-geral da Embrapa Tabuleiros Costeiros, Edson Diogo Tavares, o acordo representa o reconhecimento pelo Estado da importância do trabalho desenvolvido nos territórios sergipanos. “Esse convênio contempla os territórios do Sul Sergipano e Baixo São Francisco por meio de projetos de pesquisa e desenvolvimento de redes sociais organizando as comunidades em prol do seu desenvolvimento, valorizando o desenvolvimento endógeno nas comunidades”.
 
As informações são da assessoria de imprensa da Embrapa Tabuleiros Costeiros.
Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink