Patos acabam com pragas no arroz
CME MILHO (DEZ/20) US$ 3,632 (-1,41%)
| Dólar (compra) R$ 5,51 (-1,34%)

Imagem: Soe Zeya Tun/Reuters

INUSITADO

Patos acabam com pragas no arroz

Aves são aliadas da oriziultura na Tailândia, segundo maior exportador
Por: -Eliza Maliszewski
1079 acessos

Parece inusitado e é. Mas não na Tailândia. O país que é o segundo maior exportador mundial de arroz convocou um exército de patos para limpar a plantação. As aves comem as pragas que prejudicam cultivo.

Na verdade a prática já é uma tradição no país. Nesta terça-feira (15) 10 mil patos chegaram às plantações logo após a colheita. Com muita fome eles devoram as pragas como o caramujo cereja, caramujo maçã que ficam escondidos na palhada além de ervas daninhas. Eles permanecem na plantação entre uma safra e outra, evitando o surgimento de invasores que poderiam prejudicar o crescimento de novas plantas e ainda colaboram para diminuir o uso de defensivos na safra seguinte.

Eles são ágeis podendo limpar até 70 hectares em uma semana. Além disso eles achatam o solo de uma forma que ajuda no preparo para o plantio seguinte. Após o período, os patos são devolvidos ao criador para produção de ovos por até três anos. Além de ser uma maneira natural de preservar a plantação de arroz, o dono dos patos ainda economiza com a alimentação.

A Tailândia planta três safras de arroz no ano sendo o quinto maior produtor mundial do grão. A cultura é uma tradição no país. O arroz tailandês é importado pelo Brasil por ser o mesmo tipo plantado aqui.
 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink