Pauta cambial brasileira continua tendo a carne de frango como 5º principal produto

Agronegócio

Pauta cambial brasileira continua tendo a carne de frango como 5º principal produto

A carne de frango exportada pelo Brasil completou os 11 meses mantendo a posição de 5º produto principal da pauta cambial
Por:
232 acessos

A carne de frango exportada pelo Brasil completou os 11 primeiros meses de 2016 mantendo a posição de quinto principal produto da pauta cambial do Brasil. Ou seja: à frente dela, pela receita, apenas a soja em grão, o minério de ferro, o petróleo em bruto e o açúcar em bruto.

Embora esteja sendo “perseguida”, de perto, por um semimanufaturado – a celulose – tudo indica que terminará 2016 nesse mesmo lugar, ou seja, uma posição aquém da registrada em 2015, ano em que a carne de frango foi o quarto principal produto da pauta.

Essa perda de posto, fique claro, não se deve ao recuo da receita cambial, ainda que esta seja, no momento, quase 4,5% menor que a dos mesmos 11 meses do ano passado - devido não à redução do volume (que no ano vem sendo mais de 4% superior) mas, sim, à queda no preço médio.

Em outras palavras, a carne de frango só perdeu posição porque houve reversão total no mercado internacional do açúcar, situação que favoreceu o desempenho do produto brasileiro, cuja receita nestes 11 meses aumentou mais de 40%. Impossível, portanto, alcançá-lo, ainda que a carne de frango viesse a apresentar receita cambial igual à de 2015 (US$6.230,7 milhões em 12 meses).

De toda forma, a perda de receita enfrentada reduz ligeiramente a participação da carne de frango na pauta cambial brasileira. Assim, enquanto há um ano o setor respondia por 3,27% da receita cambial total, agora essa participação está em 3,22% - redução de 1,63%. 


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink