Agronegócio

Pecuarista de MG prevê retomada de crescimento

Crescimento no abate de carnes bovina e suína foi de 23% e 17%, respectivamente
Por: -redação
2 acessos

A pecuária de corte enfrentrou queda nos preços neste ano, mas para 2007 a expectativa do setor em Minas Gerais é de aumento nos valores da carne e nos embarques de produtos para o mercado externo. O crescimento no abate de carnes bovina e suína neste ano, 23% e 17%, respectivamente, em relação ao ano passado, é um dos fatores que justificam a possível mudança no cenário da pecuária mineira no próximo ano.

De acordo com o assessor técnico da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais (Faemg), Antônio Carlos Lima Neto, pode ocorrer recuperação parcial nos preços da carne e alta das exportações. Isso é resultado da competência do produtor em superar os problemas. Segundo ele, a desvalorização do dólar frente ao real e as deficiências do país em defesa sanitária, são alguns dos principais entraves ao desenvolvimento da pecuária no Estado.

"Essa política econômica tem afetado todos os setores do agronegócio", enfatizou Lima Neto. Minas Gerais concentra o terceiro maior rebanho bovino do país, ficando atrás apenas dos estados do Mato Grosso do Sul e Goiás.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink