Pecuarista pede antecipação de verba


Agronegócio

Pecuarista pede antecipação de verba

Por:
1 acessos

Os pecuaristas querem que o governo antecipe a liberação dos recursos de custeio da safra 2003/04. Esta é a principal reivindicação do setor depois de atendida a solicitação de inclusão do leite na Política de Garantia de Preços Mínimos (PGPM).

Dez dias após anunciado pelo presidente Lula, foi publicado no Diário Oficial da União o decreto fixando os preços mínimos. Segundo o texto, o valor será de R$ 0,27 o litro para o Norte e Mato Grosso, R$ 0,30 aos demais estados do Centro-Oeste, Rio Grande do Sul e Santa Catarina e R$ 0,32 ao Sudeste, Nordeste e Paraná.

"O preço só servirá como referência aos financiamentos à estocagem, sem significado com o valor mínimo praticado pelo mercado", disse o secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Ivan Wedekin. Para Rodrigo Alvim, da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), a medida representa estabilização de preços ao produtor, evitando quedas bruscas na safra.

O Empréstimo do Governo Federal financiará estoques nas indústrias e cooperativas interessadas em adquirir excedentes a partir de 15% da média dos últimos cinco meses de menor captação.

"Agora os produtores querem ajustes no Pronaf e no financiamento da safra." Segundo Alvim, é preciso que o governo autorize a verba de custeio no mês de maio e não em setembro, para que o pecuarista possa comprar insumos a preços mais baixos.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink