Pecuaristas de MT vão gastar R$ 19,4 milhões para vacinar 13 milhões de animais

Agronegócio

Pecuaristas de MT vão gastar R$ 19,4 milhões para vacinar 13 milhões de animais

A etapa de maio da campanha contra a febre aftosa acontece no período de 1º a 31 de maio
Por: -Joana
1155 acessos
A conta de R$ 19,4 milhões será paga pelos produtores de 97 mil propriedades rurais de Mato Grosso para imunizar cerca de 13 milhões de bovinos e bubalinos com idade entre zero e 24 meses em todo o Estado. A etapa de maio da campanha contra a febre aftosa acontece no período de 1º a 31 de maio e é obrigatória. Na etapa de maio do ano passado os pecuaristas mato-grossenses tiveram um gasto de R$ 12,4 milhões na compra de vacinas para imunizar 11 milhões de cabeças contra a febre aftosa.


Os produtores vão pagar em média pela dose da vacina este ano R$ 1,49, segundo levantamento solicitado pela Associação dos Criadores de Mato Grosso - Acrimat - ao Imea - Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária. A vacina teve um aumento no preço de 33%, se comparado com abril de 2010 onde o preço médio da dose era de R$ 1,12. Nos últimos dois anos o reajuste nos preços da vacina contra febre aftosa foi de 21,1%. Pela dose em abril de 2009 o pecuarista pagava R$ 1,23. Em fevereiro desde ano a dose custava R$ 1,25 e em apenas dois meses o acréscimo foi de 2,8%.

“Esse custo de quase R$ 20 milhões é só com a compra de vacinas contra a febre aftosa para a etapa de maio, mas o produtor tem a despesa com o transporte, manejo e outros itens importantes nesse processo de vacinação, sem falar nas demais vacinas que são aplicadas durante o ano todo”, comentou o superintendente da Acrimat, Luciano Vacari. Em 2010 os pecuaristas desembolsaram R$ 50 milhões com a compra de vacinas contra a aftosa para as duas etapas(maio e novembro). Ele ressalta que o produtor é o maior interessado em vacinar seu plantel para garantir assim o status de estado livre de febre aftosa por 15 anos. “Esse status faz muita diferença para o produtor, pois sem isso ele não pode vender seu gado para mais de 160 países, como acontece hoje com os animais produzidos em Mato Grosso”, disse Vacari.


O lançamento oficial da Campanha de Vacinação de Combate a Febre Aftosa será realizado amanhã (29) pelo Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso - Indea-MT - no município de Nova Xavantina (651 Km a Nordeste de Cuiabá). O evento acontece na Fazenda Brasil, localizada no Km-30, sentido Barra do Garças, BR-158, a partir das 8 horas. O representante da Acrimat, Guilherme Nolasco, que vai participar da cerimônia, disse que o produtor é o grande responsável pela conquista do status sanitário de estado livre de febre aftosa há 15 anos, “pois ele vem bancando todo esse processo há anos e deve ser valorizado”. Nolasco lembra que a carne é a segunda pauta de maior exportação de Mato Grosso “e isso é mérito do pecuarista”.

Desde 2009, apenas a região da fronteira de Mato Grosso com a Bolívia continua com três etapas de vacinação contra a febre aftosa para animais de até 12 meses. Nas demais regiões são duas etapas, sendo uma em maio para animais de 0 a 24 meses e outra em novembro para animais de todas as faixas etárias.


As informações são de assessoria de imprensa

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink