Pecuaristas do Piauí devem vacinar bois e búfalos contra aftosa

Agronegócio

Pecuaristas do Piauí devem vacinar bois e búfalos contra aftosa

O norte do estado concentra o gado leiteiro e o sul, com maior número de produtores, a pecuária de corte
Por: -Leilane Alves
891 acessos

A segunda etapa de vacinação de bois e búfalos contra a febre aftosa está sendo realizada no Piauí, com a imunização de 1,7 milhão de animais em 60,5 mil propriedades, até 30 de novembro. “A taxa de cobertura da campanha é essencial para a evolução do status de risco médio para o de zona livre da doença com vacinação”, afirma o responsável pelo Programa Nacional de Erradicação e Prevenção da Febre Aftosa no Piauí, Airton Leôncio da Silva.

A divulgação da campanha é feita com propagandas na televisão, em rádios municipais e por meio de palestras, reuniões com entidades de classes, sindicatos e associações. Na primeira etapa, realizada em maio, a cobertura foi de 92,78 % do rebanho nos 224 municípios. “As ações serão reforçadas nos locais onde o índice vacinal ficou abaixo de 80%”, informa Airton Silva. O Piauí conta com 86 veterinários, 81 veículos e 120 motocicletas para a campanha.

O norte do estado concentra o gado leiteiro e o sul, com maior número de produtores, a pecuária de corte. Após aplicar a dose contra a aftosa nos animais, o pecuarista precisa levar o comprovante a um dos 146 Escritórios de Atendimento a Comunidades ou às 35 Unidades de Saúde Animal e Vegetal até 15 de dezembro.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink