Pedidos de seguro rural chegam a 951 em São Paulo

Agronegócio

Pedidos de seguro rural chegam a 951 em São Paulo

O projeto contempla produtores com renda bruta anual de até R$ 215 mil
Por: -Redação
1 acessos

As recentes chuvas pesadas não tiram o sono de muitos fruticultores, os grandes beneficiados com o pagamento da subvenção de 50% do prêmio do seguro rural. O projeto estadual para o ciclo agrícola 2006/2007 já atingiu na metade do ciclo atual, que vai de julho de 2006 a junho de 2007, 15% a mais de subvenções solicitadas do que todo o ciclo passado. São 951 solicitações de subvenção sendo mais de 95% vindos de produtores de uvas, caqui, ameixa e pêssego, principalmente das regiões de Campinas (Circuito das Frutas) e Itapetininga, destaque para o município de São Miguel Arcanjo. Este é o quarto ciclo do projeto, pioneiro e modelo em todo o país.

O projeto contempla pequenos produtores com renda bruta anual de até R$ 215 mil, o chamado perfil FEAP – Fundo de Expansão do Agronegócio Paulista, órgão da Secretaria que gerencia o projeto e aprova as subvenções a serem pagas através do agente financiador do Governo do Estado, o Banco Nossa Caixa. Neste ciclo, através de zoneamento agrícola, ficou definido um leque de 23 culturas sob subvenção do prêmio do seguro, são elas: algodão, amendoim das águas e da seca, arroz irrigado, café, feijão das águas, feijão da seca, feijão de inverno irrigado, milho, milho safrinha, soja, sorgo granífero da seca, trigo, ameixa, caqui, goiaba para indústria e de mesa, laranja, pêssego para mesa, uva comum de mesa e fina de mesa, alface e tomate rasteiro para indústria, numa área que abrange 598 municípios paulistas.

Para participar, o produtor, com o perfil dentro das áreas e culturas estabelecidas pelo projeto, precisa fazer o seguro da sua safra com uma das seguradoras credenciadas (Aliança do Brasil, Mapfre Seguros, Seguradora Brasileira Rural e AGF Brasil Seguros S/A) e de posse da apólice procurar a Casa de Agricultura local. Após avaliação do nosso técnico, os dados são enviados online e o produtor pode ter a metade do prêmio pago depositado em sua conta corrente em 25 dias.

Para o secretário de agricultura e abastecimento, João Sampaio, a informatização dos procedimentos e a agilidade do projeto mostra a importância que o estado de São Paulo dá ao seguro rural. “Este é um dos instrumentos mais importantes de proteção ao agricultor e que custa caro. Com a subvenção de 50% direcionada ao pequeno produtor, ajudamos a proteger aqueles que mais precisam e incentivamos a adoção de práticas de gestão e comercialização mais modernas”, afirma Sampaio. Ele frisa que a grande procura pelos fruticultores mostra que algumas culturas necessitam de um pouco mais de proteção. As informações são da assessoria de imprensa da Secretaria de Agricultura e Abatecimento do Estado de São Paulo.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink