Agronegócio

Peixoto de Azevedo (MT) distribui sementes e calcário

A secretaria de agricultura recebeu 60 toneladas de calcário que foram repassados aos produtores
Por: -Redação
21 acessos

A Notícia de Guarantã do Norte (MT) - A secretaria municipal de agricultura de Peixoto de Azevedo, em Mato Grosso, vem efetuando a distribuição de mais de 1.500 quilos de sementes selecionadas de milho (BR106) e arroz (Primavera) aos sitiantes, chacareiros e produtores rurais dos projetos de assentamento implantados no município. Além das sementes para o plantio, a secretaria de agricultura recebeu mais 60 toneladas de calcário que foram repassados aos produtores do distrito União do Norte.

Os produtos foram disponibilizados pela SEDER - Secretaria de Estado de Desenvolvimento Rural, através do Consórcio Intermunicipal Portal da Amazônia que é composto por 11 municípios - Peixoto de Azevedo - Matupá - Guarantã do Norte - Terra Nova - Novo Mundo - Nova Guarita - Santa Helena - Itaúba - Marcelândia - Nova Canaã do Norte e Colíder.

O arroz da variedade "Primavera" é uma cultivar de excelente qualidade de grão recomendada para plantio em sistema de terras altas tradicional, cujo ciclo de floração é de 80 dias - cada pequeno produtor peixotense pode retirar até 20 kg de semente junto à secretaria de agricultura.

Em relação ao milho da variedade BR106, apresenta boa estabilidade de produção e adaptabilidade a todas as regiões brasileiras, resistência ao acamamento e ao ataque das principais pragas. O BR 106 tem alto alcance social, por ser adequado ao cultivo em comunidades de pequenos produtores rurais. A quantidade de semente distribuída por agricultor foi estabelecida em 40 kg.

A secretaria de agricultura em parceria com a EMPAER - Empresa Mato-grossense de Pesquisa e Extensão Rural, está incentivando o uso do calcário nas diversas culturas agrícolas do município e orientando os produtores em relação à calagem e adubação. A aplicação de calcário nos solos (calagem) é considerada uma prática de suma importância para o uso eficiente dos fertilizantes, tanto químico como orgânicos. Além de diminuir a acidez, fornece nutrientes como cálcio e magnésio, também responsáveis pelo bom desenvolvimento das plantas.

"Sabemos que não iremos suprir a demanda de necessidades, mas acreditamos que essa cooperação irá influenciar positivamente no fortalecimento da agricultura familiar, que neste caso é a nossa principal meta. Esperamos que nossos colonos saibam aproveitar os produtos e incentivos do governo, desta forma poderemos cobrar com mais veemência a viabilização de recursos e novos projetos, apresentando dados positivos em relação à produção a SEDER, Ministério da Agricultura e órgãos governamentais ligados ao setor", disse o secretário de agricultura Adson Prado.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink