Pequenas distâncias viabilizam a produção avícola mineira
CI
Agronegócio

Pequenas distâncias viabilizam a produção avícola mineira

Pequenas distâncias para o transporte de grãos facilitam a atividade avícola em MG
Por:

A atividade avícola depende de alguns fatores como controle sanitário, boas instalações e boa alimentação. No que se refere à alimentação animal, Minas Gerais tem a logística adequada, por apresentar pequenas distâncias para o transporte de grãos.

Segundo João Carlos Garcia, pesquisador da área sócio-econômica da Embrapa Milho e Sorgo, a redução da área plantada no Sul do Brasil levanta algumas preocupações, caso ocorram problemas climáticos: “O deslocamento de produtos do Centro do País para o Sul normalmente induz a desequilíbrios e problemas no abastecimento interno. Prova disso foram as últimas crises de abastecimento de milho naquela região, que se desencadeou justamente com as quebras na produção”, explica.

Quanto às empresas de sementes, há uma previsão de acréscimo da área plantada com milho na ‘safrinha’, o que poderá contribuir para o abastecimento interno e equilibrar o mercado com o crescimento das exportações, em decorrência do incremento nos preços externos.

Outra tendência para o setor é o grande interesse dos Estados Unidos nas safras de milho para a produção de etanol. Para o pesquisador, existe a possibilidade do aumento da área plantada com milho para atender a esta demanda.

O pesquisador acredita que este cenário conduzirá os preços do grão no mercado internacional a patamares mais elevados, o que poderá se transformar em uma oportunidade para os produtores de milho no Brasil. “Deve-se lembrar que o milho não é um produto que, dados os custos de transporte em relação ao preço do produto, não apresenta vantagens econômicas para movimentações a grandes distâncias, a não ser em regiões com excelente logística de transporte. É por este motivo que a produção no Sul do País passa a ser importante para o atendimento local, pois a exportação de milho será efetuada com a produção desta região que, por sua vez, será necessária para atender ao grande consumo regional”, argumenta.

Na opinião de Garcia todos estes ajustes serão gradativos e, na ausência de problemas climáticos, o mercado de milho conseguirá promover os arranjos necessários para atender aos consumidores brasileiros - avicultura, especialmente - e às possibilidades de exportação. As informações são da assessoria de imprensa da AveSui.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink