Pequeno agricultor pede recursos contra a seca

Agronegócio

Pequeno agricultor pede recursos contra a seca

Por:
1 acessos

Lideranças do Movimento dos Pequenos Agricultores (MPA), Via Campesina, Fetraf-Sul e Fetag entregam hoje ao ministro do Desenvolvimento Agrário, Miguel Rossetto, e ao Banco do Brasil, reivindicações a fim de aliviar os prejuízos provocados pela estiagem no Rio Grande do Sul. Entre as principais solicitações estão o crédito emergencial para manutenção familiar de R$ 2,4 mil; laudo generalizado de perdas por município no Proagro Mais; e alongamento das dívidas por 30 anos, com cinco anos de carência. "Se o governo federal não atender à pauta, faremos mobilizações massivas a partir de março", salienta Áureo Scherer, da coordenação do MPA.

À tarde, o governador Germano Rigotto recebe deputados da bancada federal para tratar sobre a estiagem. "Discutiremos estratégias com base nas necessidades sentidas por todo setor, independentemente da entidade", informa o deputado Luis Carlos Heinze (PP-RS). Em Bagé, o Frigorífico Mercosul deixou de faturar 20 mil dólares com a suspensão de um embarque de carne para o exterior, em função da falta de animais rastreados e queda na qualidade do rebanho provocada pela seca. "Acumulamos uma perda de 20% nas vendas para outros países", diz o diretor da empresa, Mauro Pilz.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink